Dicas sobre protótipos colaborativos: como prototipamos a evolução do BLiP em apenas 1 dia

como construir protótipos em conjunto capa post

A prototipagem é um processo complexo, que demanda muita pesquisa e mão na massa. Neste post, você vai entender como construir protótipos em conjunto pode otimizar e aprimorar ainda mais essa experiência.
 
Em toda boa empresa de tecnologia contemporânea, as mudanças acontecem rápido demais, e precisamos nos adaptar a essas mudanças com a mesma velocidade em que elas acontecem. Com a Take não é diferente: percebemos necessidades em nossos clientes que antes não existiam e, muitas vezes, precisamos atendê-las o quanto antes.
Sendo assim, precisamos seguir um processo de design bem estruturado para atendermos a essas necessidades da maneira mais adequada possível. Mas como combinar velocidade e precisão? Em grupo!
Por isso, ao longo de uma tarde, algumas pessoas do time de design da Take desenvolveram um protótipo de alta fidelidade para um novo recurso do BLiP (que é segredo, stay tuned).
como construir protótipos em conjunto secret

Metodologia utilizada no processo

Para que isso acontecesse, seguimos o método do Design Sprint 2.0, que foi criado pelo designer Jake Knapp e que hoje é utilizado por várias empresas ao redor do mundo, mostrando-se efetivo para a validação de ideias em pouco tempo de desenvolvimento. O foco é mapear, idear e desenvolver uma ideia em apenas 4 dias de workshop.
Mas como foi a experiência de desenhar um protótipo de alta fidelidade em conjunto? Afinal, não é fácil desenvolver este tipo de entrega em grupo. Aqui, vamos falar um pouco sobre como foi a nossa experiência de construir protótipos em conjunto, o que aprendemos e como essa interação nos ajudou e fortaleceu como equipe.

como construir protótipos em conjunto time de design
O time durante o design sprint. Da esquerda para a direita: Ândlei Lisboa (Product Designer), Fernando Lima (UX Designer), Brunna Amaral (Webdesigner) e Ermeson David (UX Designer)

Nossas dicas para quem vai construir protótipos em conjunto

Quando falamos em desenvolvimento de novos produtos, a fase de prototipação pode variar de projeto para projeto, pois cada um tem sua especificidade. Sendo assim, não existe um passo-a-passo para isso.
Porém, temos algumas práticas que podem facilitar o nosso trabalho na prototipação de um produto digital de forma colaborativa:

1. Escolha uma ferramenta única

Cada designer tem a liberdade de usar a ferramenta de prototipagem que mais lhe convém.  Porém, escolher a ferramenta correta é de extrema importância na fase de prototipação, principalmente quando falamos de um design sprint onde temos apenas um dia para criar um protótipo de alta fidelidade.
Ao executar esse tipo de trabalho em grupo, é interessante que todos usem uma ferramenta que agilize o trabalho de todos. Se cada um fizer sua parte em uma plataforma diferente, o processo de insights e feedbacks torna-se difícil e é possível que o resultado final fique semelhante a uma colcha de retalhos.
como construir protótipos em conjunto colcha de retalhos
Aqui na Take utilizamos o Figma, que permite que diversos usuários de uma mesma equipe tenham acesso a um mesmo trabalho ao mesmo tempo. Assim, todos podem trazer suas contribuições para o projeto da forma mais coesa possível, além de trazer recursos de design de interface e prototipação.
O Figma pode ser utilizado diretamente no navegador, sem a dependência de um sistema operacional específico ou de algum processo de instalação, o que é uma grande vantagem no processo.

2. Monte sua sala de guerra

Trabalhar um dia inteiro com pessoas em um mesmo projeto e em uma mesma sala nos trouxe aprendizados incríveis. Apesar de cada um trabalhar em seu próprio computador, todos os envolvidos no projeto estiveram presentes na mesma sala.
Dessa forma, todos os envolvidos estavam totalmente focados no projeto, evitando interrupções e muito alinhados no que diz respeito à consistência da interface. Os insights e feedbacks são mais fáceis de serem ditos pessoalmente, o que acabou agilizando ainda mais o trabalho.

3. Divida para conquistar

Um mesmo projeto é composto por diversas partes. Para agilizar o processo, resolvemos dividir essas partes entre a equipe.
No sprint, cada designer tinha um papel específico para que não perdêssemos tempo. Enquanto um designer criava os componentes e padrões de navegação, outros montavam as telas e havia mais um designer para fazer com que aquele protótipo fosse navegável mapeando todas as interações.
como construir protótipos em conjunto team work
Neste ponto, o Figma se mostrou uma ótima ferramenta, pois tudo isso foi desenvolvido em uma mesma área de trabalho, o que permitiu a troca constante de feedbacks.

4. Não se esqueça dos testes

De nada vale um belo protótipo se ele não for validado pelos usuários finais. Após um dia de trabalho montando telas com todas as interações necessárias para o sucesso do usuário, no último dia do design sprint fomos a campo e colocamos nosso trabalho em prova.
Foram várias visões diferentes e muitos feedbacks ricos para a evolução do produto. Levantamos nossas principais certezas, dúvidas e suposições, mapeamos o fluxo ideal e utilizamos um roteiro como guia para avaliar a aderência do produto desenvolvido com os nossos usuários finais.

Conclusão

Trabalhar em equipe em um único projeto não é fácil, principalmente quando se trata de algo que exige agilidade — são muitas visões, opiniões e experiências diferentes para construir protótipos em conjunto.
No entanto, esse tipo de atividade foi muito importante para o crescimento de cada um. Foram quatro pessoas que trabalham em equipes diferentes, com visões diferentes e com diferentes formas de lidar com problemas ensinando umas às outras. Ao final do dia, apesar do cansaço, fizemos um trabalho do qual nos orgulhamos e colhemos muitos aprendizados — e esperamos que, em breve, você aproveite junto com a gente!
Se você tem interesse em mais assuntos sobre design, desenvolvimento e negócios no meio da tecnologia, assine nossa newsletter aqui no blog e receba mais conteúdos como esse por e-mail!


brunna e fernando take post como construir protótipos em conjunto
Brunna Amaral e Fernando Lima
Webdesigner e UX Designer na Take
 

Leia mais:

Desafios e oportunidades de UI/UX design em interfaces conversacionais

Como o Business Origami ajudou no direcionamento da evolução do BLiP?

Ética e design de conversas: humanize conversas sem confundir o usuário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: