Chatbot Case: o que é e 5 aplicações e casos de sucesso do uso da ferramenta

O uso de chatbot para empresas é cada vez mais recorrente, independentemente do porte ou segmento da organização, principalmente, por otimizar a experiência do consumidor. Entretanto, diferente de entender as vantagens e o que é chatbot na teoria, que tal aprender, na prática, conhecendo um chatbot case, ou caso de sucesso do setor?

Não é coincidência que organizações do mundo inteiro têm investido nos bots de comunicação, afinal, essa tecnologia inovadora ajuda as empresas a crescerem, impactando positivamente seus resultados e ajudando elas a enfrentarem os desafios da gestão de TI e atendimento.

Por isso, no conteúdo de hoje mostraremos alguns cases de chatbots no meio empresarial.

Acompanhe e entenda mais sobre o assunto!

O que são chatbots?

Primeiramente, é importante entender o conceito de chatbots. Tratam-se de sistemas de comunicação automatizada, ou seja, softwares programados para conversar com as pessoas via mensagens.

As versões mais simples têm programação pré-estabelecida e um repertório limitado de interação, por meio de perguntas e respostas. Muitas vezes, esta base é composta por perguntas frequentes das pessoas para as empresas (o famoso FAQ). Nesse contexto, o atendimento funciona de acordo com escolhas e respostas do usuário.

No caso dos chatbots mais avançados, uma técnica conhecida como Machine Learning, (ou aprendizado da máquina) é utilizada para permitir que o canal de mensagem não apenas interaja com outra pessoa, mas corresponda às suas solicitações encontrando a melhor resposta com base em atendimentos anteriores. Ou seja, o chatbot “aprende” e se aperfeiçoa para fornecer conversas cada vez mais naturais.

Leia mais em: Inteligência artificial: 4 coisas sobre o aprendizado dos chatbots que você precisa saber

Por que utilizar chatbots para empresas é importante?

A seguir, algumas razões e vantagens de adotar um chatbot para empresa.

1. São implementados onde o consumidor está

Os consumidores modernos estão cada vez mais conectados e se comunicam no espaço virtual. Nessa perspectiva, as marcas podem interagir com os usuários ao recorrerem à integração de chatbots em seus sites ou outros canais populares de mensagens, como chatbot para WhatsApp, Messenger e Telegram.

Entre os objetivos dessa integração estão:

  • atender clientes;
  • vender produtos;
  • gerar leads, entre outras ações.

2. “Humanizam” o atendimento

O uso do de chatbots é significativamente mais ‘humano” que um e-mail, formulário ou qualquer outro meio de interação digital, já que pode ser desenvolvido com uma linguagem mais natural e sutil de acordo com a identidade da marca.

Quer saber mais sobre essa “humanização” do atendimento usando a tecnologia? Leia o artigo; “3 formas de incorporar o atendimento humano em chatbots“. 

3. Reduzem custos de aquisição de novos clientes

Adquirir novos clientes, em geral, é uma tarefa com alto custo de investimento, pois, envolve um conjunto de procedimentos e recursos para alcançá-los e convertê-los em consumidores.

Sendo assim, o chatbot pode minimizar o custo de aquisição de clientes, conforme o mecanismo é automatizado. Isso ocorre tanto pelo redirecionamento de foco da equipe humana quanto pela escolha do canal. Quem não gostaria de reduzir custos com call center, por exemplo?

Além disso, considerando que o método é mais discreto e menos intrusivo que a tradicional chamada telefônica, é possível obter um número maior de leads com custo total inferior.

4. Sua tecnologia é acessível

O custo de um chatbot para empresa está diretamente relacionado à sua complexidade de conversação. No entanto, o valor pode ser ajustado ao porte e capacidade da organização, já que seu desenvolvimento é totalmente personalizável.

Assim, dependendo do objetivo da empresa, até mesmo negócios de pequeno porte podem contar com o uso dos melhores chatbots do Brasil, em suas estratégias.

Chatbot case: casos de sucesso com o uso da tecnologia

Confira agora, 5 cases de chatbot, em que o uso da ferramenta foi bem-sucedido e trouxe melhores resultados para as empresas:

1. Casas Bahia

Desde 2017, o chatbot das Casas Bahia traz facilidade de compra aos usuários em um cenário complexo e competitivo para as lojas (a Black Friday, semana em que os atendimentos necessitam de mais agilidade sem perder a eficiência) e se tornou um dos chatbots famosos.

Conhecido como Bahianinho, é um dos melhores chatbots do Brasil e se tornou uma possibilidade de atendimento ágil e competente para os consumidores.

Nele, eram oferecidas ofertas da Black Friday via chatbot Messenger, de modo personalizado. Com base nas escolhas dos usuários, o bot enviava produtos específicos, facilitando todo o processo de compra.

Além disso, o Bahianinho conta com recursos como:

  • escolha inteligente de categorias — os usuários podem selecionar, por exemplo, móveis, smartphones e eletrodomésticos para receber ofertas;
  • sistema de favoritar produtos;
  • aviso de promoções, entre outras funcionalidades.

2. Uber

Outro case de chatbot é o uso feito pela Uber, para o recrutamento de motoristas particulares.

Na ferramenta há uma funcionalidade integrada ao Messenger do Facebook, em que o usuário pode solicitar um motorista com a mesma segurança e facilidade que teria se estivesse usando o aplicativo.

O serviço ainda não foi implementado no Brasil, mas tem sido sucesso nos Estados Unidos.

3. Superplayer

O serviço de streaming de músicas Superplayer sabe como fazer o uso da tecnologia com extrema eficiência e se tornou um case de chatbot.

Seu canal de mensagem é conhecido como Zak e interage com os usuários assumindo a personalidade de um DJ, fazendo indicações com base nas preferências musicais do ouvinte.

O Zak direciona as músicas mediante o artista, gênero e até mesmo o sentimento dos usuários. Além disso, o chatbot está integrado ao Messenger e ao Slack.

4. Localiza Hertz

O serviço de aluguel de veículos Localiza Hertz também lançou seu chatbot, permitindo que os usuários reservem um carro via Messenger ou alterem dados de uma reserva como se estivessem no site da empresa — lembrando que as informações são extraídas do sistema da organização por meio de API.

A interface do bot tem alta aprovação dos usuários.

5. Rock In Rio

Roque foi o nome dado à tecnologia de comunicação e engajamento para a edição de 2017 do Rock In Rio.

Para ter uma ideia, durante os 7 dias do festival, mais de 77 mil usuários interagiram com o bot e cerca de 3 milhões de mensagens foram trocadas, tornando o sistema um case de chatbot importante.

Seu principal objetivo era informar engajar o público por meio chatbot do Messenger, atendendo suas necessidades, enviando informações, sanando dúvidas e até oferecendo serviços de suporte, tanto para quem estava presente no evento quanto para as pessoas que estavam assistindo em casa.

Dentre suas principais funcionalidades, podemos citar:

  • informações: como acessar o evento, onde retirar ingressos, horários e nome do palco em que cada show ocorreria, etc;
  • experiências: guia completo dos brinquedos que estariam disponíveis e das opções de alimentação;
  • interação e engajamento: o usuário podia se entreter em missões sobre os artistas do festival, em um jogo virtual.

Leia mais em: Case Take: chatbot no Rock In Rio

E aí, gostou dos cases de chatbot usado por diferentes em empresas e setores? Todos esses sistemas foram desenvolvidos pela Take.

Criamos chatbots que automatizam diferentes ações diárias da sua empresa. Você pode estabelecer sua presença no WhatsApp, Messenger, Facebook, Telegram, sites e mais canais.

Depois de construir seu canal de mensagens, a Take atua em todo o processo de gestão e evolução, oferecendo suporte especializado, de acordo com o tamanho e necessidade da sua empresa.

Tem interesse pelo tema? Gostou de ver, na prática, por meio dos cases de chatbot, como eles podem ser úteis? Então continue se informando com outros artigos do blog. Confira a lista que preparamos com as principais vantagens de um chatbot com IA!