Chatbot para Facebook: o que é, como criar e dica de plataforma GRÁTIS

facebook chatbot
facebook chatbot

Os chatbots estão presentes em todas as redes sociais – principalmente na maior delas. Conheça mais sobre chatbot no Facebook, todas as suas possibilidades e aprenda como criar um para sua empresa.

Que o Facebook é a maior rede social do mundo você já está cansado de saber. Em 2019, eram 130 milhões de usuários mensais – isso só no Brasil! Com um número tão alto de usuários, é mais do que necessário que as empresas também estejam por lá para atender (ou vender!) seus clientes, não é mesmo?

Para isso, algumas medidas devem ser adotadas. Além de dedicar uma área focada em redes sociais, sua empresa precisa de um planejamento para suportar a alta demanda – o que pode ser contornado de forma simples ao utilizar um chatbot no Facebook.

Ainda não sabe o que é um chatbot, muito menos como utilizá-lo na rede? Então siga a leitura de hoje e saiba todos os detalhes sobre essa ferramenta que vai revolucionar a sua empresa! 😉

O que é um chatbot?

Nós falamos muito sobre o que é chatbot por aqui, mas – para te contextualizar – chatbot é uma ferramenta capaz de realizar uma conversa com um humano, mas sem perder a naturalidade. 

Com ele, sua empresa pode automatizar parte de seu atendimento de forma fluída. Ao mesmo tempo, você também pode utilizá-lo para inserir sua marca onde seu cliente está.

Hoje, existem chatbots em quase todos os aplicativos de conversa existentes – e falaremos exclusivamente sobre o seu uso no Facebook.

Saiba mais: [Guia Completo] Chatbot: o que é, como criar, benefícios e cases

Como utilizar um chatbot no Facebook?

O primeiro ponto que você deve entender sobre chatbot no Facebook é que seu uso se dá no Messenger, aplicativo de mensagens da rede social. É por lá que sua empresa terá conversas com seus clientes.

O chatbot pode utilizar a inteligência artificial para responder os questionamentos, atender solicitações e até mesmo engajar e converter vendas. Incrível, não é mesmo?

Isso faz com que o cliente ou prospect não precise fazer o download de nenhum outro tipo de aplicativo para estabelecer contato com a sua empresa. Basta que ele acesse o Messenger e envie uma mensagem.

Da mesma maneira, por meio de estratégias de captura de leads com inclusão de opt-in, a empresa também pode ter a iniciativa de contatar o usuário pelo Messenger usando anúncios, por exemplo.

Quando sua empresa passa a oferecer um canal acessível como o Messenger, ela permite que o cliente precise apenas digitar uma mensagem para entrar em contato com sua organização. Isso torna a comunicação mais natural e efetiva.

Vamos supor que você já tem uma estratégia de marketing digital dentro do Facebook. Um chatbot no Messenger é como escalar essa estratégia, abrindo um canal direto de comunicação com mais de 2,2 bilhão de pessoas do mundo.

Além de usar o chatbot para atendimento, sua empresa também pode aproveitar o potencial comercial do canal.

Segundo pesquisas do próprio Facebook, 53% das pessoas têm maior probabilidade de realizar compras com empresas que enviam mensagens em vez de utilizar outras formas de contato, como telefone.

Leia também: Futuro dos aplicativos – os chatbots vão substituir os apps? Entenda essa tendência

Mas quanto custa essa ferramenta?

Nesse caso, você precisa colocar os números na ponta do lápis. O que é melhor: estar presente no segundo aplicativo mais baixado do mundo ou gastar em um aplicativo próprio, sabendo que 71% dos usuários excluem um aplicativo em 90 dias?

Além de mais barato, a implementação de um chatbot em vez da construção de um aplicativo próprio também se mostra mais eficaz na comunicação entre empresas e clientes.

Outro dado que vale refletir é que mais de 10 bilhões de mensagens são trocadas mensalmente entre empresas e usuários via Facebook Messenger.

Pesando o custo e o benefício, o uso de chatbots no Messenger tem larga vantagem.

Conheça dois exemplos de chatbots no Messenger

1) O chatbot do Facebook das Casas Bahia

A Casas Bahia é uma das empresas que se beneficiam de estratégias que envolvem o uso de chatbots para Facebook como tática de venda.

Durante a Black Friday, o Bahianinho, nome dado ao chatbot da empresa, encaminhava as principais promoções para os consumidores pelo canal.

facebook chatbot

O objetivo do sistema era ajudar os clientes a identificarem as melhores ofertas neste período tão movimentado do varejo.

A partir dessa criação, em uma parceria entre Casas Bahia e a empresa Take Blip, o sistema identificava as escolhas do usuário e enviava, em formato de mensagem, sugestões de produtos relevantes para cada cliente.

O chatbot desenvolvido permitia que os usuários:

  • escolhessem categorias de seu interesse para receber ofertas;
  • selecionassem os produtos favoritos para receber ofertas específicas;
  • enviava ofertas de produtos e categorias;
  • tirava dúvidas sobre assuntos diversos, como Cartão Casas Bahia e vagas para trabalhar na empresa.

Os resultados do uso desse chatbot no Facebook foram:

  • mais de 77 mil usuários ativos;
  • quase 70% das pessoas de engajamento na conversa com o bot.

Veja mais detalhes neste vídeo:

2) Rock in Rio e seu chatbot feito para o Messenger

O enorme desafio de desenvolver um chatbot para um evento dessas proporções levou a empresa Take Blip a definir um objetivo ambicioso durante o processo de criação: tornar essa ferramenta algo realmente importante para o festival!

Assim, pouco mais de um mês depois nascia o Roque, um chatbot capaz de dar informações e apoio ao público de forma relevante. O Roque dizia onde achar ingressos do evento e os horários dos shows, por exemplo. Sua comunicação também resultou em um grande engajamento.

Resultado:

Veja mais um vídeo detalhando essa ação:

Esses dois exemplos deram uma boa dimensão do que um chatbot no Facebook é capaz de fazer – mas temos muito mais! Conheça outras 10 grandes empresas que usam chatbot e veja exemplos de ações possíveis.

Vamos à prática: como criar um chatbot no Facebook?

Como já dissemos anteriormente, sua empresa pode criar um chatbot para Facebook que tenha foco em:

  • atendimento e suporte;
  • marketing e engajamento;
  • vendas.

A seguir, criamos um passo a passo de como fazer um chatbot no Facebook.

Entretanto, se você está em busca de mais agilidade, pode criar um chatbot para Facebook GRÁTIS!

Crie seu chatbot Facebook GRÁTIS!

Com a plataforma de construção de chatbot Take Blip, é muito fácil criar um chatbot no Messenger. Ficou interessado? Acesse o site da plataforma e conheça mais sobre as possibilidades.

O passo a passo abaixo vai dar dicas de como usar a plataforma de construção, mas também ajudará na criação de toda estratégia e indicará como montar fluxos de diálogo.

1. Defina seu objetivo

  • Qual é o propósito do seu chatbot?
  • Qual área da sua empresa teria maior retorno com a integração de um bot?
  • Existe um setor sobrecarregado?

Após se fazer essas perguntas, defina qual tipo de bot faz sentido montar.

Novamente, você pode criar chatbot com o objetivo de auxiliar em áreas como atendimento, suporte, marketing e vendas.

Caso você queira usar o chatbot para múltiplos objetivos, pode ser interessante criar mais de um bot ou criar um bot principal, que será capaz de levar o usuário para outros bots mais especializados, sem que ninguém perceba essa transferência.

2. Crie os fluxos de conversas

Essa etapa é muito importante! O primeiro passo é entender que tipo de conversações acontecem no seu canal — pense nisso a partir das principais perguntas que seus clientes ou prospects fazem atualmente.

Peça ajuda dos especialistas de cada setor da empresa para levantar as principais questões de clientes e para respondê-las. Assim você começa a criar os fluxos de diálogos adequados para interagir com os usuários.

Dentro da nossa plataforma, você poderá inserir o desenho das conversas para que o chatbot funcione. Com a empresa Take Blip, você receberá auxílio estratégico para criar esses diálogos de maneira eficaz e profissional.

3. Dê personalidade ao chatbot

Um chatbot no Messenger ou em qualquer outra plataforma precisa ter personalidade. Isso humaniza a experiência do usuário com as conversas e alinha o chatbot com o restante da sua comunicação e estratégia de branding.

Você pode inclusive dar um nome ao seu bot. Além de humanizar ainda mais a ferramenta, isso deixa sua comunicação mais transparente, uma vez que estabelece para o cliente que ele está conversando com uma “máquina”. Lembre-se que, nos dois cases que trouxemos neste texto, as empresas deram nomes para seus personagens – o Baianinho e o Roque.

4. Disponibilize um check-out por meio de CTAs

A interação do chatbot pode ser ainda mais proveitosa para sua empresa se no final de cada conversa você estimular uma ação do usuário. Pode ser um clique, uma resposta ou outra ação que faça sentido para a conversação.

Você pode direcionar os usuários para uma página de produto, cadastro, um questionário de satisfação do cliente, um vídeo, blog post, e-book ou outras opções.

Mantenha o cliente envolvido com sua pelo maior tempo possível enquanto fizer sentido.

5. Escolha a plataforma ideal para criar o chatbot no Facebook

Take Blip vai surpreender você na hora de criar um chatbot para Facebook. Com mais de 20 anos de atuação no mercado, a nossa empresa ajuda outros negócios a criar estratégias de relacionamento com o cliente de maneira inteligente e, com a plataforma, é possível construir um bot completo: já foram mais de 70 mil bots criados na plataforma!

Você pode criar um chatbot para Facebook grátis com a plataforma Take Blip, ou contratar um dos planos para ter acesso a mais benefícios e um amplo serviço de suporte.

Dicas de componentes para a construção

Além dos pontos citados acima, ao criar o chatbot no Messenger você vai dispor de algumas outras funções utilizadas pelos chatbots. Entre elas estão:

  • Tela de boas-vindas;
  • Botão “Começar”;
  • Cards;
  • Botões;
  • Carrossel;
  • Quick replies;
  • Menu persistente

Tela Boas-Vindas e Botão Começar

Logo na primeira interação com o bot, você poderá se deparar com uma tela de boas-vindas, que pode ser personalizável conforme o bot. Nela, pode ou não ter um botão “Começar”, conter uma saudação ou um pequeno informativo do que é o chatbot. Mas, de forma alguma deve ser um tutorial!

Essa tela aparece apenas na primeira vez que a pessoa interage com o bot e o texto nela é limitado a 160 caracteres.

O botão “Começar” é sempre uma boa opção, pois você guia a pessoa a como começar a interagir com o bot. Além disso, já evita um fluxo de exceção logo na primeira interação, evitando que enviem algo que o bot não conheça.

Após apertar o botão “Começar”, as empresas já conseguem enviar mensagens para as pessoas que interagirem com o chatbot.

Card

Diferente dos balões das conversas, os cards aumentam as possibilidades de envio. Por meio deles, podem ser enviados imagens e vídeos.

Carrossel

O carrossel permite que até 10 imagens ou vídeos sejam enviados, além disso:

  • pode ser deslizado para a esquerda e para a direita;
  • ter título (40 caracteres);
  • texto (90 caracteres);
  • botões (links – 20 caracteres).

Caso o texto ultrapasse o limite especificado, será cortado e acrescentado três pontinhos ao final.

Quick replies

Há também os quick replies. Como o nome já diz, eles oferecem botões em forma de respostas rápidas. Podem ser oferecidos até 10 opções por vez e o usuário pode selecionar uma.

O texto é enviado imediatamente e as opções desaparecem.

Essa é uma ótima opção em bots que seguem uma navegação pré-definida. Como as opções somem após a escolha, evita que a pessoa volte no fluxo e clique em um botão fora do contexto atual, caindo em um fluxo de exceção.

Esse menu pode ou não ser habilitado ao criar um chatbot para Facebook. Caso ele seja habilitado, estará o tempo todo disponível para uso.

Ele deve conter recursos básicos do bot. Mas cuidado! Ao clicar em algum comando do menu, independente do contexto, ele deve ser direcionado para o mesmo. Caso contrário, tornará um caso de exceção.

Se você deseja criar um chatbot para Facebook ou para outra plataforma de atendimento ao cliente, entre em contato com a empresa Take Blip e conheça as soluções e serviços para transformar sua comunicação com o cliente.

Depois de entender os benefícios dos chatbots para o seu negócio, não deixe a dúvida sobre o canal ideal te travar. Se você gostou deste artigo, compartilhe com a sua equipe! E caso tenha interesse em fazer o seu chatbot da melhor forma, converse com um dos nossos consultores!

Quer mais dicas de como criar chatbot no Facebook e em outros apps de mensagens? Então, acompanhe este webinar:

Referências: Campaign, Olhar Digital, Tecmundo, Localytics, Business Insider, #DMS, InfoMoney
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: