Chatbot vs email marketing: no ringue dois campeões do marketing e vendas!

chatbots vs email marketing

Se você é um profissional de marketing que está minimamente antenado com as tendências do mercado, já deve estar buscando informações sobre como lidar com a relação chatbot vs email marketing. 

É fácil perceber uma crescente adoção do chatbot em estratégias de conversão, nutrição e fidelização de clientes. Todos esses atributos, entretanto, também se adequam a outra estratégia: o email marketing. 

É por isso que nosso objetivo é colocar em discussão a relação chatbot vs email marketing e, com isso, tentar entender se um é melhor do que o outro e em quais aspectos.

Chatbot vs email marketing: em números

Depois de anos sofrendo com a desconfiança de profissionais de marketing que questionavam sua efetividade, é chegada a era do email marketing como um dos personagens principais das estratégias de inbound marketing.

E você, que aprendeu tudo sobre funil de vendas no marketing digital e nutrição de leads, acreditou que tinha domínio absoluto sobre as melhores estratégias de relacionamento e engajamento de usuários… Mas achou errado!

Se você piscou um pouco durante os últimos anos não percebeu o crescimento avassalador dos chatbots, que hoje se destacam no mercado como uma opção de estratégia que apresenta taxas de abertura de 2 a 3 vezes melhores que o email. Isso só para dar um exemplo do que vamos abordar a seguir.

Nos últimos anos, as mudanças nos hábitos dos clientes transformaram a relação dos usuários com suas redes sociais e com os aplicativos de mensagem. Também tornou todo mundo um pouco mais impaciente.

Prova disso é o resultado de uma recente pesquisa que indicou que, em 2019, 67% dos consumidores são capazes de aceitar um tempo de espera máximo de 2 minutos para serem atendidos. Em 2014 essa mesma média era de 13 minutos de tolerância!

Quando colocamos frente a frente dados de chatbot vs email marketing percebemos como o primeiro estabelece um entrosamento muito mais relevante com a geração Y ou millennials. 40% das pessoas que fazem parte dessa geração interagem com chatbots diariamente.

Números como esse contribuem diretamente para o crescimento do número de chatbots. Atualmente, o Facebook Messenger sozinho possui mais de 300.000 chatbots ativos.

Leia também: Como funciona chatbot: 10 maneiras [e razões] de aplicar a ferramenta em sua estratégia

Taxa de cliques

Você já parou para pensar quantas vezes você verifica as mensagens recebidas em seus aplicativos de mensagem, seja WhatsApp, Messenger, Telegram, LinkedIn, ou qualquer outro canal como esse?

É quase impossível ver uma mensagem, mesmo de um desconhecido, e não clicar, não é mesmo? Pois é, por mais que a gente não deva criar nossas ações de marketing pensando apenas em nossas experiências, é interessante observar alguns comportamentos para entender o potencial de impacto que determinadas estratégias possuem.

Esse comportamento descrito acima e a nossa relação com smartphones e mídias sociais contribuem para que o chatbot alcance uma taxa de cliques de 15% a 60%.

Nesse aspecto, a relação chatbot vs email marketing fica bastante desigual. Afinal, o email marketing tem uma taxa média de cliques de cerca de 4%.

chatbot vs email marketingImagem: Mazag

Taxa de abertura

Nós falamos sobre isso rapidamente, mas é importante reforçar que as notificações de chatbot alcançam uma taxa de abertura de 70 a 80%. O que, dentro da análise chatbot vs email marketing, representa 2 a 3 vezes os números do email marketing.

81% dos usuários verificam o email em smartphones, o que, de acordo com a linha comportamental que estamos traçando aqui, seria bastante positivo para ampliar a taxa de abertura e de cliques em e-mails. Entretanto, se um email não for exibido corretamente, os leads o excluirão dentro de 3 segundos em 70% dos casos.

Mesmo que você fique atento à otimização de suas mensagens, resolvendo o problema da qualidade de abertura da mensagem, muitas pessoas já associam o email marketing a spam ou mensagens comerciais que tentam empurrar algum produto ou serviço. Essa é outra razão relevante para a baixa taxa de abertura dos emails.

Por último, 79% dos emails não chegam à caixa de entrada, sendo filtrados como spam ou bloqueados.

Email marketing: vantagens e desvantagens

Por meio do email marketing, é possível realizar uma curadoria de conteúdo e compartilhar informações da empresa e do mercado. Assim, você apresenta melhor seu negócio se comparado com as poucas frases do chatbot.

Além disso, o email marketing ainda possui um ROI extremamente significativo de $ 38 para cada $ 1 investido.

chatbot vs email marketingImagem: Neil Patel

Com os softwares de automação de marketing, ficou extremamente eficaz criar um fluxo de nutrição por email, o que ajuda sua empresa a fazer com que o lead caminhe pelas etapas do funil de vendas até a compra efetiva.

Entre vantagens e desvantagens do email marketing, vimos que as taxas de abertura e cliques estabelecem uma vantagem significativa para o chatbot.

Chatbot: vantagens

Os chatbots são uma maneira simples, acessível e fácil de criar uma conversa com seu público. Para entender como o uso de chatbot nas empresas pode mudar a relação entre o seu negócio, seus prospects e clientes, recomendamos que você assista ao vídeo abaixo.

Além dos dados impressionantes que vimos ao longo deste artigo, que desestabilizam a relação chatbot vs email marketing, algumas outras características dos bots e de como eles são utilizados contribuem para o sucesso das ferramentas de chatbot. Entre essas características estão:

  • capacidade de estabelecer diálogo, onde ferramenta e usuário trocam mensagens (já citamos acima);
  • capacidade de oferecer uma experiência do usuário, personalizada;
  • a imagem construída de um sistema que atua como um prestador de serviços.

Com um chatbot você pode conversar diretamente com seus clientes, ajudando-os na prestação de suporte instantâneo ou estabelecendo contatos de atendimento, marketing e vendas.

Afinal, você deve usar chatbot ou email marketing?

Se por um lado não se faz mais marketing sem olhar números, taxas e médias de retorno, é importante considerar que sozinhos esses dados não nos dizem nada.

Como em qualquer estratégia de marketing que se preze, antes de definir sobre chatbot ou email marketing, primeiro é preciso entender com quem se fala para definir o que e por onde se fala.

Você pode e deve experimentar os chatbots e o email. A previsão é que, no futuro, os chatbots se tornem uma estratégia ainda mais estabelecida e com dados ainda mais robustos. Mas, no momento, vale a pena considerar o uso de ambos.

Antes de finalizarmos, ficou faltando falar sobre um aspecto: o custo.

Talvez você esteja pensando que criar um chatbot com inteligência artificial pode gerar um custo que impossibilite a aplicação para a sua empresa. Mas e se eu te falar que é possível usar a tecnologia gratuitamente? Acesse o artigoChatbot grátis: é possível criar um? Entenda essa construção” e saiba mais.

Ficou curioso? Conheça as soluções e serviços da Take para transformar sua comunicação com o cliente. Nossa equipe vai ajudar sua empresa a oferecer a melhor experiência aos seus clientes, ao mesmo tempo, em que otimiza seus processos. Entre em contato com nossa equipe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: