Conheça o Hub de Canais de Publicação de chatbots do BLiP

canais de publicação de chatbots no blip capa post

Um chatbot pode conversar com seus usuários por diversos caminhos, como o Facebook Messenger e o WhatsApp. E com o hub de canais de publicação de chatbots do BLiP, é possível integrar o mesmo bot com múltiplas opções de forma simples e prática.

Com o objetivo de entregar soluções que possam ser facilmente customizadas de acordo com a necessidade de cada empresa, o BLiP conta com diversos hubs, que oferecem a integração simplificada com ferramentas de terceiros. Este artigo é parte de uma série dedicada a explicar os hubs de integração do BLiP.

E dessa vez, vamos falar sobre o hub de canais e qual a sua importância para quem pretende lançar um chatbot. Conversamos com Rafael Pacheco, developer advocate da plataforma criada pela Take, que falou mais sobre esse grande diferencial. Confira!

As vantagens de um hub de canais

Para um chatbot conseguir conversar com o seu público, é importante que ele esteja presente nas plataformas que essas pessoas utilizam regularmente com amigos e colegas de trabalho. E normalmente será mais de uma.

Um chatbot voltado para vendas externas, por exemplo, precisa existir tanto no site da empresa como em aplicativos de bate-papo como o WhatsApp e o Telegram. Já um bot que tira dúvidas sobre processos de trabalho internos em uma indústria certamente encontrará o seu público nas ferramentas de comunicação interna da organização, como o e-mail e o Workchat, que é a ferramenta de conversa do Workplace.

Com o BLiP, um usuário não precisa desenvolver seu chatbot pensando apenas em um único canal de publicação. É possível criar todo o fluxo de conversas e detalhes na plataforma e configurar com agilidade quantos canais quiser no hub.

“Cada canal tem uma configuração diferente. No Facebook, por exemplo, é preciso escolher uma página que estará associada ao bot. É um clique. Já no Telegram, é preciso criar um bot na plataforma e depois associá-lo ao BLiP”, explica Rafael.

É importante destacar que esse trabalho pode ser um pouco mais complicado com o WhatsApp, que tem muitas peculiaridades, como o uso de um container para lidar com a criptografia.

“Diferente de todos os outros canais, o BLiP não conversa diretamente com a API do WhatsApp, mas sim com a API do container, que é como se fosse uma API do seu bot”, pontua Pacheco.

Ainda assim, utilizar o BLiP como intermediário continua sendo mais simples e efetivo do que desenvolver apenas para um canal como o WhatsApp. A versatilidade proporcionada pelo hub garante sempre uma fácil integração com múltiplas plataformas e o gerenciamento centralizado da evolução do software.

Canais de publicação de chatbots integrados ao BLiP

canais de publicação de chatbots no blip
Hoje, o hub de canais do BLiP oferece a integração simplificada com 8 serviços diferentes.

Novas integrações são adicionadas conforme a demanda de clientes e a movimentação do mercado. Os canais atuais são:

WhatsApp

O WhatsApp é hoje a ferramenta de comunicação por texto mais popular no Brasil e está entre as mais utilizadas no mundo. O BLiP já conta com a integração em testes desde antes dela ser oficialmente liberada, o que aconteceu em agosto de 2018. Para quem quer um chatbot com alcance vasto de público, o WhatsApp é praticamente obrigatório atualmente.

Facebook Messenger

O Facebook Messenger é uma das plataformas mais amigáveis para chatbots e também uma das mais acessadas, já que todo usuário do Facebook pode acessá-la. Como é muito simples integrar o Messenger com o BLiP, só não vale a pena usar se o público específico do chatbot não se adequar à ferramenta.

Inclusive, fizemos um comparativo entre WhatsApp e Messenger para ajudar na sua estratégia. Vale a pena conferir! 😉

Workchat (Workplace)

Assim como o Messenger é o chat do Facebook, o Workchat é a ferramenta de bate-papo do Workplace, que por sua vez é uma espécie de versão corporativa do Facebook. Além de ser uma rede social interna para empresas, o Workplace também tem vários utilitários que podem potencializar a gestão e, no caso do Workchat, a comunicação entre os colaboradores.

Telegram

Preferido por algumas pessoas, o Telegram é um concorrente do WhatsApp que conta com algumas funcionalidades diferentes, mas no geral cumpre o mesmo papel. Além de ser uma plataforma com um bom número de usuários, é relativamente fácil criar um chatbot nela.

SMS

Mensagens de celular ainda são muito utilizadas, especialmente na comunicação entre empresas e pessoas físicas. O BLiP permite a integração do seu chatbot com dois serviços diferentes de SMS, dando liberdade de escolha para quem desenvolve.

E-mail

Outra opção é a possibilidade de criar um chatbot que se comunica por e-mail. Apesar de não ter tanta agilidade como um app de bate-papo, o e-mail é amplamente utilizado e pode ser a escolha certa para bots com menos interações.

BLiP Chat

Por fim, também oferecemos o BLiP Chat, uma ferramenta de bate-papo que pode ser integrada em qualquer site ou aplicativo de iOS e Android. Para quem quer um chatbot atendendo clientes diretamente na página da empresa ou dentro de apps, essa é a solução mais simples e efetiva.

Além da publicação: compare canais diferentes

O hub de canais do BLiP é útil não só para agilizar a publicação do chatbot em múltiplos canais.

Como é possível rodar o software em vários locais diferentes ao mesmo tempo, fica fácil comparar as opções e entender melhor as diferenças entre o público do Messenger e o do Telegram, por exemplo.

“Nem sempre o melhor para o chatbot é o mais popular. E com o hub de canais, as pessoas podem testar a vontade e descobrir onde estão os seus melhores clientes, comparando interações e dados”, avalia Pacheco.

Assim como os outros hubs do BLiP, o de canais de publicação é uma ferramenta que permite que a personalização e aprimoramento contínuo do chatbot. E como o próprio BLiP continua em evolução, a tendência é que isso só melhore com o tempo.

Gostou de saber mais sobre o hub de canais de publicação de chatbots disponibilizados pela plataforma? Então aproveite para testá-los gratuitamente!

Leia mais:

Será que os chatbots vão substituir os aplicativos?

Entenda a revolução da experiência do usuário através de conversas

Atendimento com WhatsApp: como implantá-lo na sua empresa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: