Descubra como os hubs de integração permitem a total customização de chatbots no BLiP

integração no blip capa post

A versatilidade do BLiP é um dos seus grandes diferenciais. A plataforma criada pela Take permite criar praticamente qualquer tipo de chatbot, para uma infinidade de aplicações em negócios diversos, desde um chatbot que vende cursos online de inglês até outro que seja capaz de aplicar testes do idioma para os alunos.
E para garantir que quem trabalha com o BLiP tenha toda a flexibilidade necessária para isso, existem os chamados hubs de integração no BLiP, que são módulos com múltiplas ferramentas de terceiros que podem ser incorporadas com facilidade nos bots.
Este artigo é o primeiro de uma série que explicará melhor quais são os hubs de integração do BLiP e como eles funcionam. Mas antes de entender em detalhes cada um deles, conversamos com Rafael Pacheco, developer advocate do BLiP, que explicou melhor o que são os hubs e a importância desse tipo de módulo. Confira!

Mas afinal, o que são os hubs de integração?

Cada chatbot é uma criação única, com propósitos e funções exclusivas. Enquanto uma seguradora pode utilizar chatbots para otimizar o fluxo de vendas dos seus seguros de carro na web, uma montadora pode empregar chatbots como assistentes automatizados que tiram dúvidas técnicas sobre manutenção e dão dicas de conservação.
Mas, ao mesmo tempo em que são softwares singulares, os chatbots têm muito em comum: utilizam a linguagem natural como interface principal do usuário com sistemas. E a implementação de um bot pode ser muito mais simples com a utilização do BLiP.

“O BLiP é uma plataforma para construir, gerenciar e evoluir contatos inteligentes”, destaca Pacheco. “E fazemos isso com módulos, que são a reunião de conjuntos de ferramentas”, completa ele.

Os hubs de integração são módulos que oferecem múltiplas opções de integração de chatbots com ferramentas externas, de maneira extremamente simples e ágil. No hub de ferramentas de analytics, por exemplo, é possível integrar recursos externos como a RD Station, Chatbase, SugarAds e Webhook.
Já o hub de canais de publicação conta com diversas possibilidades de canais em que um chatbot pode atuar, como WhatsApp, Facebook Messenger, Skype, SMS e até e-mail. “No BLiP, você pode lidar com o seu chatbot do jeito que quiser”, garante Pacheco.

Qual a importância dos hubs de integração no BLiP?

A grande vantagem dos hubs de integração do BLiP é a versatilidade proporcionada para os chatbots criados na plataforma. Em vez de impor um padrão único a quem desenvolve, os hubs permitem customizações e até mesmo testes comparativos de múltiplas ferramentas similares.

Flexibilidade na escolha

Se você está em dúvida de qual é o melhor provedor de NLP para o seu chatbot, por exemplo, pode testar entre DialogFlow, Watson e LUIS e descobrir na prática qual deles traz os melhores resultados.

“Como esses provedores são caixas pretas, nem sempre o que atende melhor um contexto específico será o melhor em todos os cenários”, considera Pacheco.

Simplicidade na hora da configuração

Os hubs de integração simplificam bastante o trabalho de desenvolvimento e integração com aplicações externas. Em vez de lidar com múltiplas APIs, toda a parte pesada do trabalho já está pronta na plataforma e a configuração dessas ferramentas é bem mais rápida e precisa.
Na maior parte das vezes, tudo que você precisa fazer é selecionar o que será integrado ao bot e realizar configurações simples, o que facilita também os testes com múltiplas opções.

Personalização de acordo com a sua necessidade

Outro benefício proporcionado pelos hubs de integração é a adaptabilidade. Em muitos negócios, ferramentas como o PagSeguro, ZenDesk e o RD Station já são utilizadas e muito bem aceitas pela equipe.
Em vez de forçar a barra com novas soluções, o BLiP permite que a empresa escolha aquilo que já está acostumado a utilizar, facilitando a implementação do chatbot em si.
“Assim podemos reduzir a fricção da implementação de uma solução nova integrando as ferramentas que o usuário já tem costume”, pontua Pacheco.
Cada negócio e cada setor tem peculiaridades. Uma única solução engessada não seria capaz de acomodar tantas demandas diferentes sem causar um impacto grande na estrutura organizacional.
Por isso, o BLiP tem hubs de integração, que permitem que os usuários elaborem chatbots totalmente personalizados para os seus objetivos.

Quais são os hubs de integração do BLiP?

Hoje existem cinco hubs de integração principais no BLiP. Vamos detalhar melhor todos eles nos próximos artigos dessa série, mas vale a pena conhecer um pouquinho mais sobre cada um.

Canais de publicação

integração no blip canais de publicação
O hub de canais de publicação é um dos mais importantes, pois permite que um mesmo chatbot seja publicado em diversos locais diferentes. Um bot só é eficaz quando consegue conversar com o seu público e, para isso acontecer, ele precisa existir onde esse público está.
No BLiP, é possível publicar chatbots no WhatsApp, Facebook Messenger, Skype, Telegram, SMS, Workchat, e-mail e também no BLiP Chat, que possibilita a inserção do bot diretamente em sites e aplicativos.

Provedores de IA

integração no blip inteligência artificial
Capazes de interpretar a linguagem escrita dos usuários e aprender com ela, os provedores de inteligência artificial são soluções que potencializam a eficácia e usabilidade dos chatbots.
No BLiP, é possível integrar com os três mais respeitados: LUIS, da Microsoft; Watson, da IBM; e DialogFlow, do Google.

Ferramentas de Analytics

integração no blip analytics
Só é possível gerenciar o que pode ser medido e, para visualizar e examinar com clareza os dados de interação dos chatbots, é importante contar com um arsenal de ferramentas de analytics.
No BLiP, o hub de integração de ferramentas de analytics facilita a implementação do Chatbase, Webhook, RD Station, SugarAds e Botanalytics.

Canais de atendimento e outros hubs

Muitas vezes pode ser preciso encaminhar clientes que estão interagindo com chatbots para o atendimento humano. E para otimizar esse processo, é possível integrar com facilidade o BLiP Desk, que é uma ferramenta da própria Take.
Além de todas as opções listadas acima, outros hubs estão sendo preparados e em breve estarão disponíveis no BLiP, como o hub de pagamentos e o de Growth.

“Nosso objetivo é aumentar as opções de customização para atender ainda melhor as demandas de personalização dos clientes”, conclui Pacheco.

Quer conhecer mais detalhes sobre os hubs de integração do BLiP? Então teste a plataforma gratuitamente e experimente essas possibilidades!
 
blip level up integração no blip

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: