Metodologia de gestão de projetos para chatbots: qual é a melhor?

Hoje começamos uma série sobre metodologias de gestão de projetos para chatbots, feita pelo Take.Autor Lucas Alves. Ao longo dos posts, você vai entender qual o melhor método para o seu negócio, aprender sobre diferentes metodologias e ferramentas. Acompanhe!

 

Um projeto é definido como um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado único. A necessidade de um projeto surge por diversos motivos, dentre eles: necessidade da organização, demanda de mercado, avanço tecnológico, solicitação do cliente, entre outros.

Para que os resultados dos projetos sejam alcançados com excelência, é necessário aplicar técnicas e metodologias de gestão de projetos adequadas a cada tipo de projeto. Em projetos de chatbots isso não é diferente. A liderança do projeto deverá escolher a metodologia mais adequada para as diversas situações do dia-a-dia.

Quer conhecer qual metodologia de gestão de projetos para chatbots é a mais indicada para o seu projeto? Este artigo é para você!

Mas afinal, o que é um chatbot e qual a sua aplicação?

De forma bem sucinta, os chatbots são softwares de comunicação automatizada que funcionam dentro de aplicações de mensagens, como o WhatsApp, Messenger (Facebook), Google Assistant, Skype e Telegram.

Os chatbots possuem diversas aplicações, como atendimento ao cliente, suporte ao usuário, realização de pesquisas e marketing. Além disso, eles são perfeitamente aplicáveis em qualquer setor da economia.

Com essa perspectiva de chatbots e softwares, o desenvolvimento desse tipo de solução requer a aplicação de conhecimentos, processos e técnicas para alcançar os objetivos predefinidos. Dessa forma, conseguimos orientar sobre o tipo de metodologia de gestão de projetos voltada para esse tipo de projeto.

Compreendendo a empresa e o seu projeto

A primeira etapa para definir a metodologia mais adequada para o projeto é compreender profundamente como a empresa funciona. Parece ser algo irrelevante para o contexto, mas não é. Com o entendimento deste detalhe, a liderança entende os riscos de propor uma metodologia que não se aplica ao cenário da empresa, evitando frustrações no time e, consequentemente, resultados aquém do planejado.

Nesse sentido, entender a cultura, sistemas existentes, estrutura, hierarquia organizacional, processos, procedimentos e informações históricas pode facilitar a sua escolha. Saiba mais sobre as metodologias tradicional e ágil agora:

Metodologia tradicional de gestão de projetos

Vamos imaginar que você queira fazer um chatbot e utilizará os princípios da metodologia tradicional de gestão de projetos. De forma geral, você passará pelos seguintes passos:

  • Desenhar como será o chatbot de acordo com seus requisitos;
  • Planejar todas as atividades necessárias para que os requisitos do projeto sejam alcançados e aceitos pelo patrocinador;
  • Executar todas as tarefas de acordo com o planejado;
  • Realizar os testes no chatbot;
  • Fazer o lançamento da solução.

Neste tipo de metodologia, há um planejamento detalhado e projeção de resultados do início ao término do projeto, e o seu sucesso não está somente atrelado à qualidade do chatbot ou ao atendimento aos seus requisitos.

Além disso, é necessário que sua execução ocorra dentro das estimativas e projeções que foram feitas na fase de planejamento do projeto.

Metodologia ágil de gestão de projetos

A ideia principal da metodologia ágil não é necessariamente executar o projeto de forma mais rápida, mas de fracioná-lo em releases (entregas) menores, que serão mais gerenciáveis e entregues com mais frequência. Isso é ótimo porque, com releases menores e entregas mais frequentes, você otimiza o seu processo de feedback para evolução do produto.

Considere agora que você está fazendo o mesmo chatbot citado no tópico anterior, mas aplicando a metodologia ágil de gestão de projetos. Neste caso, você pode gerenciar o seu projeto da seguinte forma:

  • Desenhar o Mínimo Produto Viável (MVP) do chatbot de acordo com seus requisitos iniciais – versão 1.0;
  • Planejar as atividades do MVP 1.0 do chatbot e suas duas habilidades;
  • Executar as tarefas do MVP 1.0;
  • Realizar os testes do MVP 1.0;
  • Fazer o lançamento do MVP 1.0;
  • Obter feedback dos usuários, tratar os dados e evoluir o chatbot.

Esse processo tende a ser benéfico porque traz percepções e pontos de melhoria da solução de forma ágil — e no começo do projeto.

Além disso, essas etapas podem continuar até a obtenção de um produto que atenda aos requisitos de sucesso do cliente e do chatbot.

Tradicional ou ágil: e agora, qual metodologia de gestão de projetos para chatbots escolher?

metodologia de gestão de projetos para chatbots escolhas

E agora, qual destas metodologias será melhor para o desenvolvimento de chatbots? Será que a tradicional se enquadra melhor para este tipo de projeto? Ou será a metodologia ágil?

Na verdade, não existe uma metodologia de gestão de projetos soberana para o desenvolvimento de chatbots. A escolha entre a aplicação da metodologia tradicional ou ágil será feita de acordo com o contexto em que o seu projeto está inserido.

Caso o projeto do seu chatbot tenha uma previsibilidade detalhada do escopo, cronograma, custos e critérios de aceitação, é aconselhável a aplicação da metodologia tradicional para gerenciar os seus projetos.

Agora, se você não possui as previsibilidades da metodologia tradicional e vive em um ambiente de constantes mudanças e ausência de requisitos predefinidos, é aconselhável utilizar a metodologia ágil para acelerar o ciclo da produção orientada a feedbacks e aprendizagens reconhecidas. A metodologia ágil tende a se enquadrar melhor para o desenvolvimento de chatbots, uma vez que este tipo de projeto está inserido em ciclos extremamente dinâmicos.

Gostou deste artigo? Quer se aprofundar mais? Então acompanhe nossa série sobre metodologias de gestão de projetos para chatbots. No próximo post, falaremos um pouco mais sobre a metodologia Scrum. Espero você lá! 🙂

Referências: Take.Blog, Canal MBA na Prática – YouTube, Administradores.com

lucas post metodologia de gestão de projetos para chatbotsLucas Alves

Product Manager na Take

 

 

 

 

 

 

Conheça a metodologia Take para construção, gestão e evolução de chatbots!