Educação Digital: o que é, importância e tecnologias

Educação Digital

2020 foi um ano em que diversas atividades tiveram que se adaptar aos novos contextos. Por conta da pandemia da Covid-19, muitas rotinas precisaram adotar modelos remotos, intermediados por meio das TICs, as Tecnologias da Informação e Comunicação. Hoje, vamos falar um pouco mais de educação digital.

Home office, videoaulas, cursos online e videoconferências foram palavras que fizeram parte do nosso dia a dia.

Para termos uma ideia, de acordo com o Google Trends — ferramenta que mostra a tendência de volume de buscas de termos e palavras no Google —, a palavra “videoaula” cresceu o volume de buscas em mais de 200% nas últimas semanas de março, comparando-se com as primeiras semanas do mês. 

As videoaulas são alguns dos recursos da educação digital, elas podem acontecer em um modelo de ensino a distância ou ensino híbrido. Diversas outras ferramentas, metodologias e estratégias podem fazer parte da educação digital: gamificação, chatbots, programação, plataformas EAD e até recursos de realidade virtual e realidade aumentada podem potencializar o ensino.

Aprenda neste artigo o significado de educação digital, sua importância, tecnologias e muito mais! 

O que é educação digital?

Com o advento da tecnologia, muitos setores modificaram modos e métodos de atuação. Mais ainda foi modificado com as tecnologias digitais a partir do século XX. Especialmente, os computadores e a internet foram grandes aliados no processo de digitalização de empresas e mercados diversos. 

De maneira objetiva, a educação digital refere-se a prática de ensino que inclui suportes de tecnologias digitais em seu método de ensino.

O conceito não pode ser confundido com educação tecnológica, já que essa vai abranger tecnologias diversas, incluindo práticas educacionais que são mediadas por TVs analógicas, por exemplo. Você deve se lembrar de programações como Telecurso 2000 ou a TV Escola de 1996.

É importante ressaltar que a educação digital não resume-se a instituições de ensino com computadores ou alunos que tenham acesso a notebooks e smartphones. É preciso que os educadores também saibam utilizar as tecnologias para a promoção de aulas mais interativas, ativas e, claro, digitais. 

Quem são os alunos da educação digital?

A popularização das tecnologias digitais ocorreram no final do século XX, e no Brasil, a difusão da internet e computadores aconteceu nos anos 1990. Dessa forma, as gerações Z e as sucessoras a elas já nasceram em um contexto digital.

O escritor norte-americano Marc Prensky até cunhou um termo para as gerações que nascem imersas à essas tecnologias: nativos digitais. Eles têm um comportamento diferente das gerações anteriores, tendem a ser mais autônomos, multitarefas, colaborativos e conectados.

Com isso, é preciso adaptar-se também aos hábitos desses jovens e adolescentes. Muitos deles ainda estão no ensino básico, outros na universidade, alguns na pós graduação ou em cursos livres. 

Os alunos da educação digital são os alunos de hoje, eles substituíram as enciclopédias pesadas por smartphones que podem descobrir quase tudo que está disponível digitalmente. A era da informação e da conexão requer que professores, tutores e gestores educacionais se adequem às novas demandas dos estudantes. 

Qual a importância da educação digital?

Você já deve ter percebido que incluir ferramentas e metodologias que englobam a tecnologia digital pode ajudar alunos e professores, além de contribuir para o processo de aprendizado. Ademais, listamos outros motivos que tornam a educação digital tão importante para estudantes diversos:

Ferramentas de diagnóstico e estudo personalizado

Graças à educação digital, podemos contar com ferramentas que fazem diagnóstico de aprendizado, identificando pontos de melhoria para o aluno e sugerindo um plano de estudo personalizado, baseado nas dificuldades do estudante. 

O Geekie Games Enem é um exemplo de plataforma que oferece esse tipo de função. A plataforma de tecnologia adaptativa é credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) e já ajudou milhões de estudantes a se prepararem para o Enem.

Redução da evasão escolar

A evasão escolar é um dos grandes problemas educacionais, ela pode ser enfrentada desde o ensino básico até a pós graduação. Este ano, o IBGE realizou uma pesquisa que mostrou que 20% das pessoas com idade entre 14 e 29 anos não finalizou alguma das etapas da educação básica.

Para os jovens, os problemas da evasão escolar podem estar relacionados ao desinteresse pela dinâmica das aulas. Aulas monótonas e metodologias engessadas podem fazer com que o processo seja entediante para os jovens.

Nesse ponto, a educação digital pode auxiliar trazendo ferramentas e métodos que façam parte do contexto dos estudantes que estão sempre conectados. 

Além disso, outra causa da evasão escolar são as dificuldades de aprendizagem. Nesse sentido, a educação digital pode contribuir com ferramentas, como a que citamos no tópico anterior.

Melhora no desempenho dos estudantes

Uma das consequências de trazer suportes e ferramentas que façam parte do contexto dos alunos é a melhora no desempenho. Com a educação digital, eles ficam mais dispostos, abertos e motivados a aprender. 

Ademais, trazer tecnologia para a educação, faz com que as aulas tornem-se mais inovadoras, dinâmicas e atraentes.

Tecnologias para educação digital

Agora que você já aprendeu o que é educação digital e qual a sua importância, chegou o momento de ler quais as tecnologias que podem auxiliar na consolidação de um processo de aprendizado cada vez mais inovador e digital. Confira:

Plataformas EAD

As plataformas EAD ou de cursos online são invenções tecnológicas que mediam a educação online. Por meio delas é possível que alunos tenham aulas remotamente, sem estarem geograficamente no mesmo local do professor. 

Além disso, se as aulas não acontecem  ao vivo, a dimensão tempo também não precisa ser a mesma entre estudante e professor. Já nas transmissões ao vivo, os chats podem ajudar a tirar dúvidas e ser mais um canal de comunicação.

Nesse assunto, podem contribuir também os chatbots, imagine para o caso de aulas com um número muito grande de participantes, um sistema automatizado de interação poderia, por exemplo, sugerir artigos que respondessem às dúvidas dos alunos. 

Gamificação

Você se lembra que citamos a ferramenta Geekie Games Enem? Ela se vale de recursos de gamificação.

Gamificação acontece quando são usadas mecânicas e características de jogos em um projeto. Na educação, a gamificação pode ser percebida em plataformas educacionais que trazem em sua concepção elementos conceituais que remetem aos jogos. Em outros casos, podem ser também propriamente jogos educacionais.

Robótica Educacional e Programação

A robótica educacional é um método que já vem sendo muito utilizado nas escolas, da educação infantil até o ensino médio. A partir dessa metodologia os alunos são estimulados a resolução de problemas práticos que aplicam conceitos da matemática, física, computação e mecânica.

Além das habilidades técnicas, a robótica ajuda os estudantes a desenvolverem o raciocínio lógico,  o trabalho em equipe e a criatividade.

A programação é outra tecnologia que pode ser incorporada na educação digital. Aprender a programar ajuda a desenvolver o raciocínio lógico, melhorar a escrita, dentre outros. Além de preparar os alunos para uma das áreas que mais crescem no mercado de trabalho.

Wikis

Quando o assunto é tecnologia, o termo “Wiki” refere-se a um nome genérico atribuído aos sites colaborativos. Você deve ter se lembrado da Wikipédia, é o site colaborativo mais conhecido no Brasil.

Esses sites são importantes ferramentas na educação digital. Por serem colaborativos, os alunos devem ficar atentos ao utilizar os artigos desses sites para consultas, deve-se verificar se eles possuem as fontes de referência das informações.

Conclusão

A educação digital é uma poderosa ferramenta para trazer metodologias de ensino que correspondam às necessidades de um mundo moderno e conectado.

As tecnologias que englobam esse modelo de ensino são diversas, elencamos as principais neste artigo, mas, sabemos que elas só tendem a crescer com o passar dos anos. 

Contudo, é preciso lembrar que ainda existem barreiras para implantar processos educacionais digitalmente tecnológicos. A educação pública, por exemplo, pode sofrer com falta de recursos para executar planos nesse sentido.

A educação digital deve ser estudada mais a cada dia, a fim de construir métodos e ferramentas cada vez mais inovadoras. 

Este artigo foi escrito pela Sambatech, empresa referência em plataformas para EAD e tecnologias de hospedagem e distribuição de vídeos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: