Estratégias de marketing conversacional: saiba quais adotar na sua empresa

marketing conversacional

Estamos vivendo em uma era de mudanças muito significativas e tendências que movimentam o mercado rapidamente. Para isso, é preciso se adaptar constantemente para acompanhar essas nuances e oferecer uma experiência cada vez mais valiosa ao consumidor. É aqui que entra o marketing conversacional.

Não é mais novidade que os aplicativos de mensagens chegaram pra ficar. O que muita gente ainda não sabe, é que esses aplicativos também podem ser utilizados em estratégias de marketing B2B e B2C. Em um estudo feito pela Gartner Research, os chatbots estarão presentes em cerca de 85% do atendimento ao cliente a partir de 2020. 

Diante disso, o marketing conversacional nasceu com o intuito de oferecer uma experiência em tempo real, através de mensagens mais humanizadas e personalizadas aos clientes e embaixadores das marcas. 

A ideia é que, ao invés de forçar as pessoas a preencherem longos formulários para receber um material educativo ou algum atendimento, essa solução venha para interagir com o seu público de maneira amigável, conseguindo atender várias pessoas ao mesmo tempo através do uso de chatbots.

Agora que você sabe o que é marketing conversacional, vou te apresentar algumas estratégias para adotar essa ferramenta na sua empresa. Acompanhe! 

Geração de leads e vendas

Uma das principais estratégias de marketing conversacional é a utilização da ferramenta para atrair novos leads e gerar vendas. Isso é possível porque os bots são capazes de orientar os leads a converterem em algum material de forma personalizada, além de coletar os dados e garantir que as informações armazenadas não precisarão ser solicitadas novamente. 

Da mesma maneira, existe a possibilidade de mover os leads na etapa do funil até chegar no processo de venda. Com um chatbot, conseguimos fazer a qualificação do lead para entender se ele atende aos critérios que o fazem evoluir na venda de um determinado produto ou serviço. 

A partir do momento que o lead julgar necessário (ou até mesmo o vendedor responsável por aquele contato), pode-se também transferir o contato do chatbot para um atendimento rápido, realizado por humanos. 

Além dos benefícios citados acima, essa estratégia permite que haja uma redução significativa no ciclo de vendas. Como os leads se engajam melhor através de conversações, a tendência é que eles fechem uma venda com mais rapidez, do que quando há uma qualificação de leads feita no método tradicional. 

Engajamento com a marca

Outra maneira de aplicar o marketing conversacional é através do engajamento da marca, utilizando um contato inteligente. Sabemos que, com o futuro do atendimento, interações como essas se tornarão cada vez mais comuns.

Empresas como a Sephora utilizam o marketing conversacional para entender sobre o seu público-alvo, perguntando aos usuários se eles gostariam de participar de um breve questionário sobre seus hábitos de consumo e beleza. No questionário, os participantes respondem questões, como, sua idade, preferências, produtos e cosméticos favoritos do segmento. 

Com isso, o aplicativo consegue entender sobre o perfil dos usuários, a fim de oferecer um conteúdo relevante para diferentes consumidores. Além de gerar engajamento, a ação proporciona uma segmentação de diferentes personas, facilitando a automação de marketing digital na estratégia da marca. 

Suporte ao cliente

O atendimento digital via marketing conversacional também pode ser uma ótima estratégia para reduzir o atrito das experiências negativas de suporte ao cliente. Uma das possibilidades é entender quais são as principais demandas do seu negócio e criar uma espécie de FAQ, onde todas as dúvidas do seu contato podem ser respondidas e resolvidas através do uso do chatbot. 

É interessante também disponibilizar uma documentação para auxiliar o cliente a resolver seu problema da maneira mais rápida e amigável possível. Com isso, sua satisfação com o atendimento será bem positiva e, possivelmente, gerará fidelidade com a marca e garantia de que seu cliente está sendo ouvido. 

Como utilizar o chatbot em sua estratégia de marketing conversacional?

Agora que você já sabe quais são as principais estratégias dessa solução, chegou a hora de entender qual ferramenta de chatbot poderá te auxiliar a colocar a mão na massa e começar a utilizar essa tendência na sua empresa. 

Para isso, vou selecionar algumas questões importantes para analisar na hora de procurar uma solução que se encaixe melhor com a sua realidade. Vem comigo! 

Diversidade de canais

Antes de começar a estruturar sua estratégia de marketing conversacional, é importante pensar em algumas coisas: qual será a ação feita e onde o seu cliente está? Feito isso, será mais fácil entender quais são os recursos disponíveis em cada canal e qual deles atende melhor sua demanda. 

Conheça os canais mais usados: 

Dependendo do objetivo, também é possível usar mais de um canal ao mesmo tempo para colocar sua estratégia no ar. Com um fluxo de comunicação criado, é possível replicar esse fluxo e fazer as adaptações necessárias para que o bot funcione tranquilamente nos diferentes canais.

Interface amigável 

Primeiramente, precisamos desmistificar a ideia de que, para criar um chatbot, você precisa ser um programador, desenvolvedor ou algo do tipo. É importante, claro, que você tenha noções de fluxos de conversa, entenda o contexto em que o bot está inserido e tenha em mente que esse trabalho exige customização e teste. 

Com uma solução que ajuda o usuário nessas questões citadas acima, é possível montar um contato inteligente facilmente, contando com suporte para construção, gestão e evolução da estratégia.

Diferenciais de uma ferramenta com interface amigável: 

  • visualização do fluxo de conversa;
  • possibilidade de testes;
  • customização do bot.

A boa notícia é que existem ferramentas como o BLiP para facilitar o seu trabalho. Com ele, é possível desenhar um fluxo de conversas dentro da ferramenta e acompanhar em tempo real como o seu desempenho na prática. Tudo isso de uma maneira muito simples e visual!

Integração de APIs

A melhor parte fica para o final: você pode usar diversas integrações em sua estratégia de marketing conversacional. As possibilidades são muitas e vão desde provedores de inteligência artificial até ferramentas de análise de dados. 

Principais fornecedores de IA: 

  • Dialogflow
  • IBM Watson
  • LUIS

Principais ferramentas de analytics: 

  • Botanalytics
  • Chatbase
  • RD Station
  • SugarAds
  • Webhook
  • Dashbot

Dependendo do seu objetivo, essa parte é fundamental. De pouco adianta montar uma estratégia impecável sem utilizar dos recursos tecnológicos e ter a possibilidade de mensurar seus resultados, não é mesmo?  

Os chatbots são uma ótima maneira de começar o marketing conversacional na sua empresa. Eles permitem manter o seu atendimento em funcionamento 24/7, além de oferecer uma experiência one to one de se comunicar com o seu público.

Que tal começar a transformação digital do seu negócio com um chatbot? Fale com a gente e conheça as inúmeras possibilidades de atuação de um contato inteligente na sua comunicação com o cliente. 🤩

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: