Google Assistant: como funciona a assistente virtual do Google?

google assistant

O Google Assistant, ou Assistente Google, é um assistente pessoal virtual desenvolvida pela Google. Para muitos, ela demorou, mas chegou com a intenção de balançar o mercado, que até agora era dominado pela Siri. 

O principal propósito é facilitar as tarefas que temos no dia-a-dia! Tarefas essas que podem ser diversas, como por exemplo: ligar, fazer pesquisas e mandar mensagens. Se você ainda está com dúvidas do que de fato é a solução, talvez já tenha ouvido falar de algumas concorrentes no mercado como: Cortana da Microsoft, Alexa da Amazon, ou a Siri da Apple.

Seu lançamento foi feito na conferência Google I/O, em maio de 2016. Na época, foi apresentada como uma combinação ou evolução com foco na experiência do usuário, enquanto trafega pelo Google Now. 

A sua chegada ao Brasil ocorreu em 2017, com foco voltado para tornar a vida de seus usuários mais simples, dando velocidade e facilitando interações. 

Caso você possua um aparelho Android, um exemplo de como acessar de forma prática: basta pressionar o botão “home” do seu celular por alguns segundos ou dizer “Ok, Google” que funcionará. Agora, para conhecer mais da assistente, basta seguir com a leitura!

Mas, o que de fato é o Google Assistant?

O próprio Google a define com um assistente virtual de conversação, que por meio da voz, consegue realizar funções com base neste entendimento. Entre várias outras coisas possíveis de serem feitas com o assistente, você pode receber ajuda para comprar ingressos para o cinema e encontrar um lugar bacana para comer.

Mas não é apenas um “buscador”; também pode ajudar os usuários, principalmente com a organização. Por exemplo: lembrar seus compromissos na agenda, mandar e-mails e mensagens. Para realizar todas essas tarefas, basta literalmente conversar com o Google Assistant, por perguntas, e você será respondido!

Google Assistant
Demonstração do Google Assistant

O assistente já está disponível nos smartphones Google Pixel (que ficou disponível em alguns países desde outubro/2016), no Google Home (lançado nos EUA em novembro/2016) e no aplicativo Google Allo, que já funciona em todos os smartphones que usam os sistemas operacionais Android e iOS

Recentemente, foi liberado para praticamente todos os dispositivos Android mais modernos, como Wear OS, Android TV, Nvidia Shield. Até mesmo em alguns carros que oferecem suporte para o Android Auto.

Muitas empresas no mercado já estão se adaptando para tornar essa funcionalidade cada vez mais real para seus clientes. No entanto uma experiência conversacional efetiva é indispensável, portanto, é importante conhecer seus clientes e qual a melhor forma de conversar com eles.

Nas eleições presidenciais de 2018, o portal G1, em parceria com a Take, disponibilizou para todos os eleitores o chatbot G1 Eleições. Com a ferramente, era possível tirar dúvidas, saber últimas notícias, identificar fake news sobre cada candidato e informações atualizadas sobre as pesquisas de intenção de voto.

E o que ele pode oferecer?

Veja algumas funcionalidades do Google Assistant:

  • fazer chamadas telefônicas;
  • enviar mensagens de texto;
  • consultar e marcar compromissos na agenda;
  • fazer perguntas e tirar dúvidas;
  • ouvir músicas ou vídeos;
  • saber as últimas notícias;
  • pedir sugestão de Jogos Online;
  • piadas ou humor;
  • traduza falas em tempo real;
  • controle dispositivos e até mesmo sua casa inteligente;
  • ler suas notificações;
  • reproduzir conteúdos no seu Chromecast ou dispositivos compatíveis;
  • abrir aplicativos no seu telefone.

Recentemente, o Google prometeu disponibilizar mais habilidades do assistente, adaptando para um número maior de dispositivos integráveis e grandes lançamentos, como: 

  • Voice Match, que permite a identificação da voz; 
  • maior sensibilidade para captação quando você diz “Ei, Google” ou “Ok, Google”; e 
  • por último a possibilidade de escolher qual é o seu alto-falante favorito.

Ou seja, se em algum momento você quiser tocar música em um alto-falante diferente na sua casa, poderá especificar isso no final de um comando: “OK, Google, toque Daft Punk no alto-falante da cozinha”.

A ideia do Google é torná-lo cada vez mais efetivo, no qual entenderá todo o contexto para reagir de maneira informada ou inteligente. O que torna o assistente extremamente eficiente, dando mais poder ao controle de voz, saindo apenas dos comandos ou ações

No futuro, o Google quer que a Assistant possa ligar e marcar compromissos para você, fazendo-o ser ativo, e não apenas reativo.

Mas apesar dos comandos de “gatilho”, como o “Ok Google”, por exemplo, você pode manter um conversa contínua, ou seja, você não precisa de comandos para iniciar ou fazer alguma tarefa. 

Quando você inicia uma conversa com o Google, ele entende e responde, sem a necessidade dos “gatilhos” sendo ditos o tempo todo. 

Outra função importante é o reconhecimento de perfis de voz, que diferencia as pessoas que estão conversando. Assim, os usuários poderão pedir várias coisas ao mesmo tempo, sem precisar esperar que conclua cada ação para executar uma nova.

De fato, o assistente veio como um poderosíssimo concorrente para seus rivais, já que promete constantes atualizações e inovações. Continuamente, desperta a curiosidade de usuários e empresas, que já começaram a movimentar sua forma de comunicar.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre Google Assistant? Aproveite a leitura e descubra o novo Google Business Messages, ferramenta ideal para engajar os clientes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: