Como funciona o novo Android P: Menos tempo on, mais vida off

android p

Na última semana, abrimos a série “Isso é muito Black Mirror – Será mesmo?”, que abordará o pacote de anúncios que o Google fez no Google IO, em maio. Falei um pouco sobre o novo assistente, Google Duplex. Já conferiu? 🙂
A novidade que vai ser comentada hoje vai no caminho oposto de todas as tecnologias lançadas recentemente. O novo Android P quer que a gente passe menos tempo no celular.
Então, por que isso seria muito Black Mirror?
Desde que os smartphones começaram a chegar ao mercado e cair no gosto do público, tudo que vemos são novidades que nos prendem cada vez mais no mundo online! Maneiras de facilitar nossa vida, jogos, realidade virtual e atrativos mil.
Já o lançamento em questão vai nos monitorar e ajudar a “desligar” um pouco.

Como o Android P vai fazer isso?

O que impressiona é a capacidade de impactar de verdade o nosso cotidiano. Durante o Google IO, o CEO Sundar Pichai reconheceu que a indústria de tecnologia deve sempre ser responsável pelas ferramentas e serviço que cria.
Não é engraçado que uma empresa de tecnologia tente nos alertar sobre nosso vício no produto em questão? Talvez isso indique que estamos nos direcionando para um caminho perigoso.
como funciona o novo android p vicio no celular
Sabe aquela brincadeira que rola em algumas rodas de amigos, onde todos os presentes em um encontro devem colocar o celular sobre a mesa e o primeiro a pegar, paga a conta? Pois é, o Google quer nos ajudar a vencer esses jogos e o nosso vício.
O novo Android P, que ainda não tem seu doce divulgado (que tal Pudim, @Google?! ?), promete oferecer o que o Google divulgou como Bem-estar Digital. Isso quer dizer que o aparelho equipado com ele avisará quantas vezes o usuário desbloqueou a tela, quantas notificações viu e quantas horas gasta por ali, tudo isso com o objetivo de conscientizar sobre o vício e tempo passado no telefone.

Como esses avisos funcionarão?

Os avisos poderão ser feitos de maneira geral ou por aplicativo. Caso a pessoa queira diminuir o uso de determinado app, ela poderá determinar que o aparelho suspenda seu uso quando atingir certo limite de tempo, ou também parar as notificações e alterar as cores da tela para que fiquem menos chamativas perto da hora do sono — período em que muitos de nós perdem horas no celular.
Com aparelhos menos chamativos e sedutores, a concorrência diminui durante o jantar com a família, o passeio com os filhos ou o happy hour com os amigos.
É possível, por exemplo, especificar uma lista em sua agenda de chamadas que estarão autorizadas a interromper o momento relax. Assim, acaba aquela desculpa de “preciso olhar meu celular toda hora pois estou esperando uma ligação importante” e, a cada olhada dessa, dar uma passeada por todos os apps e notificações.
A versão beta do Android P já está liberada para os smartphones do próprio Google, além de outros poucos, como o Nokia 7 Plus e o Sony Xperia XZ2. Veja se o seu celular já pode testar a novidade!
Mensagens podem mudar o mundo (e ainda bem que elas existem e facilitam tanto nosso dia a dia), mas nada substitui a vida face-to-face, não é mesmo?
Quem mais vai querer aproveitar e gastar um pouco menos de tempo ao telefone? Compartilhe este artigo com seus amigos e marque aquela saída pra conversar sobre o que cada um achou do novo Android P 🙂
como funciona o novo android p
Na próxima semana, vamos falar sobre outro lançamento que visa economizar nosso tempo: o Google Lens. Fique de olho!

 

Leia mais:

Google Duplex: Isso é muito Black Mirror. Será mesmo?

UXCONFBR 2018 e o design como meio para inclusão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: