Como ampliar a segurança na nuvem: 5 cuidados para proteger o armazenamento de dados

armazenamento em nuvem

O avanço da cloud computing permitiu que diversos negócios, principalmente os ligados à tecnologia e inovação, economizassem com a infraestrutura de computação e ganhassem mais eficiência em suas operações. Mas, e quanto à segurança na nuvem? É possível confiar nos sistemas disponíveis? Como ampliar a segurança de dados na nuvem?
O armazenamento de dados na nuvem se popularizou, o que dispensou as organizações de preocupações como:

  • espaço físico;
  • manutenção;
  • energia elétrica necessária para manter o funcionamento dos servidores.

Apesar dos benefícios, manter o armazenamento de dados na nuvem exige certos cuidados.
É sobre essas medidas de segurança na nuvem, que vamos saber mais neste post. Veremos:

  • por que é tão importante garantir a segurança da informação;
  • as vantagens que isso representa;
  • algumas das principais medidas de proteção nesse sentido.

Confira!

Por que garantir a segurança na nuvem?

Os fornecedores de serviços de armazenamento na nuvem seguem normas rigorosas de segurança da informação para proteger os data centers de invasões.
Além disso, utilizam soluções de backup constantes para o caso de acontecer um acidente ou falha nos equipamentos.
Porém, isso não basta para garantir a segurança de dados na nuvem.
Os usuários desse tipo de solução precisam ter em mente que, já que os dados ficam acessíveis remotamente, é preciso ter mais atenção com as medidas de segurança e incorporá-las como um hábito.
Isso é ainda mais indispensável dentro do ambiente corporativo, em que um vazamento de dados pode significar perdas consideráveis de vantagem competitiva e credibilidade, o que também acarreta prejuízos para as estratégias de vendas.

Quais são as vantagens dessa proteção da segurança de dados na nuvem?

As práticas de segurança de dados na nuvem são fundamentais para que possamos usufruir de todos os benefícios que o armazenamento em cloud proporciona.
Entre essas vantagens estão:

  • maior simplicidade na gestão da informação, já que é uma forma de centralizar o armazenamento de dados em um só lugar;
  • implantação rápida, afinal, basta contratar o serviço e começar a usar (a maior parte dos fornecedores oferece meios variados de utilização, como programas, aplicativos para celular e interface web);
  • facilidade de compartilhamento, visto que a maior parte das soluções permite compartilhar documentos por e-mail, mensagem instantânea ou dentro da própria plataforma.

Que cuidados tomar com armazenamento de dados na nuvem?

Depois de entender melhor as vantagens do armazenamento na nuvem, confira os principais cuidados que você deve ter para garantir a segurança na nuvem:

1. Crie uma senha forte

A senha é um dispositivo importantíssimo de segurança na nuvem (e também fora dela) e precisa ser tratada com seriedade. Sendo assim, certifique-se que você não esteja usando a mesma senha para diferentes serviços na internet e crie uma que seja complexa o suficiente para não ser descoberta. Isso envolve combinar:

  • letras;
  • números;
  • caracteres especiais.

Lembre-se de misturar maiúsculas e minúsculas.
Pense em termos ou expressões que façam sentido para você e substitua algumas das letras por símbolos.
Suponha que seja pertinente ter a senha “chatbotsbrasil” para um determinado serviço. Com alguns ajustes e substituições, podemos deixá-la mais complexa, como em “[email protected]”.

2. Use a autenticação em duas etapas

As melhores soluções de armazenamento de dados na nuvem oferecem o recurso de autenticação em duas etapas, e habilitá-lo é uma atitude bastante prudente.
A ideia é que você cadastre um celular ou um e-mail para o qual o sistema envia um número de confirmação sempre que houver um acesso ao serviço. Assim, ainda que uma pessoa má intencionada descubra a sua senha, ela só conseguirá entrar depois de inserir esse número de confirmação.

3. Escolha um serviço confiável

Antes de tomar a decisão sobre qual serviço de armazenamento na nuvem contratar, é importante pesquisar se ele é realmente confiável.
Peça a recomendação de pessoas conhecidas que você saiba que já usam essa solução e pesquise se houve algum caso de ataque malicioso bem-sucedido contra a empresa.
Lembre-se também de avaliar os planos disponíveis e ver quais são os recursos de segurança na nuvem que o fornecedor oferece — inclusive, se há autenticação em duas etapas.
Verifique também alguns pequenos fatores que indicam se a segurança é realmente prioridade para essa organização. Um deles é a presença de um certificado de segurança no site, geralmente representado por um cadeado verde na barra de endereços do seu navegador quando você visita uma das páginas dela.

4. Criptografe as informações

Existem softwares de criptografia que tornam as informações dos arquivos ilegíveis para quem não possui uma senha para descriptografá-las. Certos serviços já proporcionam essa função, mas você pode usar ferramentas de terceiros para aplicar essa camada extra de proteção e segurança na nuvem, antes de transferir os seus arquivos.
As desvantagens são a necessidade de criar e lembrar de mais uma senha, além de uma eventual demora no processo de encriptação dos dados dependendo do volume de informações que você possui.
Ainda assim, é um passo que vale a pena se você deseja manter os seus ativos digitais a salvo de possíveis ameaças.

5. Faça uma revisão periódica dos seus arquivos

Quando temos espaço de armazenamento disponível é comum enviarmos arquivos importantes sem nos preocuparmos com o limite de dados. Assim, acabamos por deixar as informações salvas que, após certo tempo, nem precisariam mais estar na nuvem.
O problema é que elas podem conter dados pessoais ou profissionais com caráter confidencial, e esquecê-las pode ser perigoso. Caso o usuário não siga as medidas de segurança, como as que listamos aqui, uma invasão à sua conta daria acesso a todos esses dados, que talvez nem precisassem estar lá se houvesse um pouco mais de cuidado.
Nestes casos, algumas boas práticas podem te ajudar:

  • procure fazer limpezas frequentes nos seus arquivos guardados na nuvem;
  • mantenha as pastas organizadas para que você entenda facilmente o que há dentro delas;
  • exclua o que não for necessário.

Portanto, se você deseja aproveitar as vantagens do armazenamento de dados na nuvem e ter mais tranquilidade quanto à segurança na nuvem das suas informações e da sua empresa, tenha mais atenção a essas questões.
Além disso, busque integrar essas medidas de segurança na nuvem à cultura da organização, pois, basta que uma pessoa se descuide para comprometer todo o seu negócio.
Gostou do nosso artigo? Quer receber as atualizações sobre os posts mais recentes do blog e ficar por dentro das novidades no mundo dos chatbots, tecnologia e inovação? Então siga a gente nas redes sociais! Estamos no Facebook, Twitter e LinkedIn.
A Take oferece soluções e serviços para transformar sua comunicação com o cliente por meio de tecnologia. Como conseguir mais negócio por meio de nossos serviços? Acesse nosso site e conheça nosso trabalho.

Leia mais:

A computação cognitiva pode ser um risco à segurança da informação?

Confira 6 inovação do mercado de TI para ficar de olho!

Aprenda como gerenciar múltiplos chatbots em uma estratégia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: