Como conversar com os colaboradores durante a pandemia?

conversar com colaboradores durante a pandemia

Nesse tempo de pandemia e crise oriunda do COVID-19, é imprescindível que uma comunicação efetiva e de qualidade seja firmada entre empresa e colaboradores. Afinal, esses indivíduos, imprescindíveis para qualquer organização, precisam estar cientes de todas as ações tomadas por seus líderes.

Por outro lado, as empresas e líderes precisam saber quais são as melhores estratégicas (e até mesmo palavras) escolhidas para transmitir decisões durante esse período. Dessa forma, nós já adiantamos que uma comunicação transparente, tranquilizadora e direta é a melhor opção — falaremos melhor sobre esses pontos no decorrer do artigo.

Pretende saber como conversar com os colaboradores durante a pandemia e como a própria Take está lidando com essa situação? Basta seguir com a leitura!

Por que é importante ter cuidado na comunicação?

Primeiramente, devemos relembrar que, ao abordar sobre pandemia, também estamos falando da saúde de todos esse colaboradores. Por mais que a doença não os afete diretamente, o tom em que as notícias são repassadas podem agregar outros problemas, como ansiedade e angústia.

Ademais, muitas empresas estão modificando suas rotinas desde o início da pandemia, algumas dessas, inclusive, precisarão reduzir a carga horária dos colaboradores (consequentemente seus salários) ou até mesmo tomar decisões mais bruscas, como a demissão.

Diante desses cenários, é preciso ter o máximo de cuidado e respeito quando novos informes surgirem. Precisamos levar em consideração que são os colaboradores os responsáveis por fazer a “roda girar”. Qualquer instabilidade, seja emocional ou física, afetará também sua produtividade, consequentemente os resultados da empresa.

Quais são as melhores estratégicas na hora de conversar com os colaboradores?

Existem algumas estratégias que precisam ser tomadas em um momento tão delicado. Elas auxiliarão em uma boa comunicação entre empresa-colaborador, além de contribuir para um bom clima interno, mesmo à distância. Confira quais são:

Apresente um plano de ação

Que tal detalhar bem nessas conversas qual o plano de ação determinado pela companhia? Por mais que ele passe por mudanças, dar um panorama de quando as ações serão iniciadas e seus impactos pode colaborar em comunicados efetivos.

Ter uma conversa informativa

Os líderes precisam pontuar bem quais quesitos serão repassados antes mesmo da conversa iniciar. Esses pontos precisam ser atualizados, reforçando as políticas e valores internos da empresa. 

Caso fontes externas precisem ser citadas, escolha aquelas de confiança, principalmente ao abordar o COVID-19, seja do próprio Ministério da Saúde ou da OMS

Por fim, as informações precisam estar disponíveis em canais de comunicação já utilizados pelos colaboradores, como site oficial, e-mail corporativo ou nos grupos de trabalho.

Ser direto e preciso

É fato: os funcionários querem saber em quais áreas as novas medidas afetarão a sua rotina de trabalho, carga horário a salário. Ser direto torna-se imprescindível, principalmente para não criar pânico.

É necessário, então, ter consistência no discurso, afirmando quais estudos foram utilizados para as tomas finais de decisão.

Tranquilizar

Durante os comunicados, um diálogo aberto precisará ser criado. Dessa forma, os colaboradores escutarão, mas também terão a oportunidade de sanar as suas dúvidas da melhor maneira.

Como consequência, um clima de tranquilidade será gerado, afinal, os envolvidos saberão que seus líderes estão alí para reconhecer e abordar suas preocupações. Além de, claro, reverter todos os danos o mais rápido possível. 

Criar uma constância

Ter uma comunicação constante entre líderes e liderados é fundamental, dessa maneira, todos estarão bem informados logo quando novidades surgirem. Reuniões semanais ou quinzenais específicas para realizar comunicados, por exemplo, podem ser marcadas na agenda dos funcionários.

Quais ações extras podem ser tomadas pelas empresas?

Algumas empresas estão tomando ações extras para que o bem-estar dos colaboradores — seja o pessoal ou profissional — não seja afetado em tempos de quarentena. Elas se resumem em pensar fora da caixa, assegurando que as condições essenciais para um dia de trabalho sejam concretizadas.

Adoção ou ampliação do Plano de Saúde

Um plano de saúde já faz parte dos benefícios de muitas empresas, no entanto, algumas estão ampliando esse benefício, seja custeando 100% das consultas ou até mesmo expandindo para os estagiários. Isso assegura o compromisso de cuidar da saúde de todos.

Medidas para que os colaboradores tenham um trabalho ideal de casa

A Take, por exemplo, entregou caideiras e mesas nas casas do colaboradores para que eles trabalhem com conforto. O mesmo pode ocorrer na sua empresa, que pode entregar, além das cadeiras, notebooks, mesas, e outros materiais específicos da jornada de cada um.

Como a Take está se comunicando com seus colaboradores?

É importante para uma boa gestão de crise, a organização esteja preparada para uma possível turbulência que possa arranhar sua imagem, sua reputação e consequentemente, impactar o seu financeiro. 

Em uma crise como a do COVID-19, esse planejamento se torna quase que impossível por ser um problema totalmente diferente de tudo que já vivemos na história recente do mundo.

Na Take, há um grande ponto a favor: as pessoas. É para elas que todo o trabalho é realizado. Portanto, a comunicação se torna, mais uma vez, a principal ferramenta para toda a engrenagem funcionar. As pessoas perceberam a necessidade de uma comunicação mais eficiente e agora, a atenção está voltada à ela.

A Take adotou as melhores políticas para que todo o trabalho fosse possibilitado: desde envio de mesas e cadeiras para todos os colaboradores que necessitavam, até pesquisas de sentimentos e percepção nesses tempos de crise.

O que mudou radicalmente na Take foi o contato vívido com as pessoas. Houve uma aderência de 100% ao home office e, claro, ao distanciamento social. Para driblar isso, são realizadas conversas de vídeos e lives para incluir todos na conversa.

As pessoas estão sendo a tecnologia. A empresa já utiliza das melhores ferramentas e softwares, mas para que tudo isso funcione bem e com eficiência, é necessário que pessoas estejam compactuadas com os principais valores da Take – e estão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: