Saiba como implementar uma cultura de inovação na empresa

Cultura de inovação no meio empresarial é um assunto recorrente, afinal, este é um mindset que traz ganhos para as organizações de diferentes formas, como o aumento da produtividade e a redução nos custos.

A inovação não proporciona apenas o aumento da produtividade nas empresas, mas também da qualidade daquilo que está sendo executado. Isso diferencia a organização da concorrência, possibilitando a atração de mais clientes e, consequentemente, de mais receita.

Existem muitas dúvidas sobre o assunto, mas não se preocupe. Esclarecemos as principais delas neste post. Confira e descubra como implementar uma cultura de inovação na sua empresa!

Por que criar uma cultura de inovação?

O principal motivo que uma empresa tem para criar uma cultura de inovação são as melhorias que ela promove, como a motivação da equipe e consequente aumento da produtividade, a otimização de processos e diferenciação da marca diante do mercado.

Essas melhorias também têm forte impacto entre os clientes das marcas. Com o trabalho feito com mais qualidade e de forma inovadora, é natural que o público seja melhor atendido em suas demandas, o que também colabora para que novos consumidores se sintam atraídos pelo seu negócio.

No entanto, compreender o tipo de perfil que os consumidores e usuários apresentam é um dos principais desafios enfrentados para adotar a cultura de inovação das empresas. Saiba mais a seguir.

Perfis de consumidores e como cada um contribui para a inovação

A cultura da inovação gera impacto direto nos clientes da organização que a adota. Por isso, é relevante conhecer um pouco mais sobre os perfis de consumidores e como se relacionar com cada um deles nessa situação.

Consumidores inovadores

Esses clientes podem ser a menor parcela, mas não têm medo de experimentar e ousar. Se você desenvolver uma solução tecnológica inovadora para esse tipo de consumidor, certamente ele aceitará utilizá-la.

Early adopters

O perfil chamado de early adopters (também conhecido como early birds) caracteriza os consumidores que estão dispostos a inovar, mas que ainda precisam de uma pesquisa ou referência sobre a novidade. Eles não esperam a “massa” fazer ou adotar algo para seguir o exemplo, mas gostam de ter bastante embasamento antes de arriscar.

Consumidores tradicionais

Pessoas que precisam ver alguém usando uma solução para também aderirem em sua empresa. Eles fazem questão de ver uma boa avaliação de alguém que já adotou uma tecnologia antes de utilizá-la, por exemplo.

De maneira geral, uma empresa que tem uma cultura inovadora e que deseja transmitir isso deve compreender que precisa orientar os clientes por meio de dados. Isso significa que tudo precisa ser mensurado, inclusive as reações dos consumidores em relação às novidades que estão sendo lançadas.

O que é preciso fazer para implementar uma cultura de inovação?

O conceito de cultura é bastante amplo e pode ser interpretado de diversas formas. No meio antropológico, o estudioso José Clemente Pozenato a vê como uma teia de significados, que mudam de pessoa para pessoa e que pode se reelaborar conforme ocorrem diferentes relações.

No livro “Processos culturais: reflexões sobre a dinâmica cultural”, o autor cita um exemplo prático: se uma criança japonesa é abandonada  em uma tribo indígena ao nascer, aos poucos irá adquirir hábitos da tribo, e não japoneses.

No meio empresarial isso ocorre da mesma forma, e é preciso que os gestores criem uma teia de significados organizacionais voltada para a inovação e a disseminem entre os seus colaboradores e clientes.

Veja algumas dicas práticas sobre como implementar uma cultura de inovação:

Entender o objetivo do negócio e o tipo de cultura que deseja desenvolver

A liderança exerce um papel fundamental para construir a cultura de uma empresa. O líder é visto pelos demais colaboradores como uma referência, alguém para se espelhar.

Assim, o papel exercido pelos líderes é fundamental para ajudar na construção e fortalecimento de uma cultura inovadora. Por isso, eles precisam entender o objetivo do negócio e o tipo de cultura que se deseja desenvolver na empresa, para que tenham atitudes que sirvam como exemplo para os funcionários.

Mudar a forma de pensar

Quando falamos em cultura organizacional, nos referimos a um conjunto de valores corporativos que devem ser seguidos. Porém, isso não quer dizer que todos os colaboradores precisam pensar da mesma forma, pois a inovação ocorre na diversidade.

Dessa forma, é preciso estimular o pensamento criativo, a ideia de “pensar fora da caixa”, para que os colaboradores possam se identificar melhor com a cultura e agir sempre com proatividade e autonomia, sugerindo melhorias para os processos organizacionais.

Envolver toda a empresa

Outro ponto importante é entender que inovar significa melhorar algo. Assim, essa inovação precisa estar enraizada em toda a estrutura da companhia e não relegada a uma única área ou departamento. Portanto, todos os setores e times da empresa devem ser inovadores, independentemente da sua posição no design organizacional.

Também é importante que haja ações de estímulo à inovação na empresa, para que a equipe permaneça alinhada e motivada a sempre buscar soluções criativas e eficientes para os desafios diários.

Escutar o cliente

Conforme já explicado, existem diferentes tipos de clientes quando falamos em inovação. É preciso saber ouvir e respeitar cada um deles, sabendo o momento certo de propor uma solução inovadora em cada caso.

Implementar soluções tecnológicas

Não existe inovação sem tecnologia, pois os novos recursos trazidos pela internet, por exemplo, proporcionam que novidades inovadoras sejam aplicadas nas organizações, otimizando os trabalhos. É o caso do uso de chatbots em plataformas de tecnologia móvel.

Medir os resultados

Não existe inovação sem experimentação. Por isso, é necessário assumir riscos e ser mais tolerante com falhas e erros que possam ser cometidos.

Esses erros devem ser mensurados e vistos como forma de crescimento e de conquistas de responsabilidades. Afinal, com base em resultados numéricos oriundos das falhas e dos acertos, é possível reestruturar as estratégias da empresa para que elas sempre tragam resultados positivos.

Conseguiu compreender um pouco mais sobre a cultura de inovação e as formas como ela pode ser implementada na sua empresa? Nós da Take podemos te ajudar nesse sentido! Somos uma empresa com mais de 19 anos de atuação na área de tecnologia móvel e podemos contribuir para a inovação do seu negócio. Entre em contato conosco e saiba mais!

 

Leia mais:

Métricas de chatbots: Por que e quais taxas acompanhar?

Chatbots e gestão de projetos: Como se relacionam?

Como encarar erros no trabalho? 5 dicas para lidar melhor e evoluir