Data & Analytics: a nova área de dados da Take

Data & Analytics capa post

Data & Analytics já é uma realidade na Take! Com uma cultura data driven, a empresa aposta nos dados para tomar decisões importantes.
Trabalho na área de Business Intelligence (BI) na Take há mais de 2 anos e acabei acompanhando de perto uma grande evolução na área de dados da empresa, que até então era responsabilidade desse time.
Até o final de 2018, a Take possuía uma área de Business Intelligence que ainda estava em processo de aprendizado e desenvolvimento e estava focada em munir com informações entre nossos Analistas de Negócios, área Financeira e Diretoria.
Em 2019, a área deu um grande passo em direção ao futuro, amadurecendo seu foco, e passando a ser 100% responsável pela disponibilização de dados da empresa. Saiba mais neste post!

A evolução para Data & Analytics

Com a criação da nossa nova área de dados, o time de Data & Analytics assumiu a gigante responsabilidade de centralizar a disponibilização de informações valiosas para times que antes precisavam recorrer a outras equipes para obter dados importantes, e o desafio é grande!

Até hoje, nossa plataforma já registrou a criação de 22.600 bots, que geram mais de 1 milhão de mensagens por dia com mais de 100.000 usuários ativos por mês. São mais de 50 TB (Terabytes) de dados on premises (banco de dados local) e na nuvem!

A quantidade de dados é gigantesca!

Desafios com os dados

E como fazer para lidar com essa quantidade de dados? Com muita otimização e técnicas de tratamento! Sem queries otimizadas e dados self service agregados em service layers, disponibilizados através de relatórios e dashboards, o nosso trabalho seria impossível! E com essa quantidade toda e estruturas novas a serem criadas, o time precisa crescer cada vez mais.
Assim, a nova área de dados agora trabalha lado a lado com a plataforma BLiP, e a procura por profissionais apaixonados por dados se torna um dos nossos desafios! Inclusive, estamos sempre contratando aqui na Take 😉

Data Driven

Existe uma enorme demanda por dados na empresa, que tem mudado seu mindset para ser 100% data driven, assim como estão fazendo empresas que se destacam no mercado.
Mas o que quer dizer isso? O conceito é muito simples! Como diz o próprio nome, ser data driven é utilizar dados para tomada de decisões em vez de utilizar meramente a intuição ou experiências profissionais.
Ser data driven requer que a empresa inteira esteja no mesmo barco e passe a ter os dados permeando todas as áreas, de forma que nenhuma decisão seja feita sem embasamento.

Por que mudar?

Muitas pessoas podem se questionar: mas por que transformar um time de BI em um time de Data & Analytics? Para mostrar que agora nós não apenas tratamos os dados, os disponibilizamos e fazemos relatórios: agora somos os guardiões dos dados!
Respondemos perguntas críticas sobre o negócio, soluções de People Analytics e análises complexas. Além disso, com metodologias ágeis estamos em constante evolução! Temos consciência da importância dos dados, da necessidade de sua integridade e dos impactos que causam, e mostramos para toda a empresa o valor de uma cultura data driven!

O que vem pela frente?

A equipe de D&A está muito empolgada com os desafios que estão por vir! Nossa missão agora é manter a cultura orientada a dados na Take e garantir que eles nos levem a resultados cada vez melhores e a novos desafios! #GoTake #GoGlobal #OneStepBeyond

Referências: Aquarela, Haceta Group

ana luiza take post data & analytics
Ana Luiza Nigri
Time de Data & Analytics na Take
 

Leia mais:

O que significa viver uma mudança de sede depois de 19 anos

O que aprendi sobre metas pessoais trabalhando em uma empresa que usa OKRs

Como gerir a autonomia no trabalho? A experiência da Take

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: