Take.Charge: seja protagonista na construção da organização

Take.Charge: homem de óculos sorrindo para a câmera - take charge capa post

Sabe aquela disposição para fazer algo acontecer? Quando assumimos a responsabilidade por algo e não paramos até atingir o objetivo? Aqui na Take, chamamos isso de Take.Charge, que é um dos nossos seis valores.
Os valores da Take são um dos pilares do nosso Take.OS, o “sistema operacional da Take”, que é o nosso modo de funcionar. Nesse sentido, eles dizem sobre a forma como agimos por aqui.
Além do Take.Charge, nossos valores são:

  • Take.Be: respeitamos e valorizamos as pessoas em primeiro lugar;
  • Take.Team: trabalhamos de forma cooperativa com foco nos resultados do time;
  • Take.Excellence: temos como meta fazer o melhor possível com os recursos que temos;
  • Take.Simple: mantemos o foco no essencial;
  • Take.Higher: sonhamos algo e vamos além.

E, agora, vamos conhecer um pouco mais sobre o Take.Charge!

Como as organizações estimulam a ser Charge?

No livro Um novo jeito de trabalhar, Laszlo Bock comenta sobre como os criadores da Google viam e tratavam os seus funcionários: como fundadores.
Um fundador não é apenas aquele que inicia uma nova empresa, e sim todos aqueles que contribuem para a construção da cultura organizacional.
Ser fundador não tem a ver com skills, área de especialidade ou nível hierárquico. Diz respeito a assumir a responsabilidade de fazer parte desta história, com ousadia e criatividade.
Se pararmos para pensar na técnica do brainstorming — que é uma chuva de ideias —, ela se baseia em estimular as pessoas a trazerem seus pensamentos. Toda ideia é válida e, assim, todos se sentem responsáveis por ajudar a solucionar o problema.
Grandes startups começaram com projetos ousados e com riscos, e através do lema “fast fail, fail often” (em tradução livre, “falha rápida, falhe frequentemente”), descobriram rapidamente a melhor forma de fazer acontecer.
Em geral, as pessoas que trabalham nesses modelos de empresa percebem a abertura para inovar e, através de experimentos inusitados, podem chegar a respostas incríveis.
Aqui na Take, nós também encorajamos as pessoas a explorarem novas possibilidades e a repensarem tudo que é feito para atingir nossos objetivos comuns.

Afinal, o que é ser Take.Charge?

Ser Take.Charge é estar atento às possibilidades de criar e melhorar o que fazemos e somos, além de tomar atitudes para tornar isso real!
É essencial que cada pessoa fale os seus incômodos e realize as mudanças necessárias. Aqui, não esperamos o outro fazer por nós. Também não dizemos “isso não é minha função”. Entendemos que criar uma empresa melhor para se trabalhar a cada dia é responsabilidade de todos.
Percebemos o Take.Charge tanto nas pequenas ações, como assumir a tarefa de um colega que está ausente, quanto nas grandes ações, como criar um novo comitê ou movimentar o time para a implementação de uma ferramenta.

Para o Ermeson, UX Designer na Take, “ser Take.Charge é fazer algo quando você pode assumir a responsabilidade e criar adaptação sem necessariamente esperar a mudança. Errar? Faz parte. Aprende com o risco e foca no resultado.”

Só foi possível que a Take chegasse onde está hoje porque, no passado, várias pessoas saíram da sua zona de conforto, foram Take.Charge e toparam o desafio de construir esta empresa.
Quer fazer parte desse time de pessoas proativas e que levam as ideias um passo à frente? Então veja nossas oportunidades!
 

Leia mais:

O match entre Take e candidato(a) na Entrevista de Cultura

Escola Take: como buscamos engajar e desenvolver a comunidade com inteligência

Minha experiência de entrar na Take como estagiário e ser contratado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste desses conteúdos também: